domingo, novembro 07, 2010

A FaBCI conhecendo a FESPSP: Grupo Acadêmico Pedagógico - GAP

Por Ana Flávia Guimarães

Desde 2006, a FESPSP vem implementando ações em seus cursos por uma nova orientação Acadêmico-Pedagógica que tem como algumas de suas principais premissas a busca por inovações na docência, no desenvolvimento de pesquisas e projetos, além do incentivo a atividades de enriquecimento curricular, grupos de estudos e de iniciação científica.

A partir dessa orientação Acadêmico-Pedagógica, a Instituição criou, em janeiro de 2007, o seu Grupo Acadêmico-Pedagógico (GAP), coordenado pela Secretária Geral da FESPSP, Ana Flávia de Faria Guimarães, e composto por Aldo Fornazieri, Diretor Acadêmico e pelos professores Eliana Asche, Ivan Russef e Márcia Arouca.

A idéia da formação do grupo nasceu a partir do objetivo de concentrar e de sistematizar algumas ações que já estavam em andamento na instituição, como Projeto de Língua Portuguesa, iniciado no 1º semestre de 2006, que passou a revisar a produção textual dos alunos ingressantes nos cursos de graduação para então criar um processo de acompanhamento por meio do qual se pode aferir as freqüências de erros e a evolução nos textos dos alunos no que se refere a questões gramaticais, de organização de idéias, argumentação e afins.

Outro exemplo de projeto que se iniciou no 2º semestre de 2006 é o processo de seleção e acompanhamento dos professores contratados a partir do Banco de Currículos FESPSP; um trabalho que consiste em analisar e ajustar junto com os professores os seus programas de disciplinas de maneira a utilizar da melhor maneira possível o tempo em sala de aula, bem como as possibilidades de aproveitamento do corpo discente.

Tendo sido aferida a eficácia destes e de outros projetos que eram realizados de maneira independente entre si dentro da Instituição é que surgiu a proposta de criação do GAP. “A partir de um determinado momento, consideramos importante que estes projetos tivessem um núcleo de referência; foi então que se pensou na formação deste grupo, dedicado a estudar permanentemente questões relacionadas às atividades pedagógicas”, conta Ana Flávia Guimarães, coordenadora do GAP.

Atualmente o grupo concentra cinco diferentes atividades que se relacionam e convergem entre si para o cumprimento de seus objetivos de aperfeiçoar as práticas pedagógicas. As atividades são:

1 – Projeto de Língua Portuguesa: a ação dirige-se aos alunos da graduação ingressantes de cada ano, desde o processo seletivo até o final do 1º ano do curso;

2 – Seleção e acompanhamento de novos docentes: o processo tem como foco os novos professores contratados pela Instituição, estendendo-se aos professores indicados pelos coordenadores de curso.

3 – Acompanhamento pedagógico para o semestre: atividade que consiste em acompanhar e influenciar o processo de planejamento dos cursos a cada semestre, de maneira a torná-lo adequado ao Projeto Acadêmico-Pedagógico da Instituição.

4 – Análise dos programas de disciplinas: realização de análise e elaboração de relatório dos programas de disciplinas para o coordenador de curso, a cada semestre a fim aprimorar o processo com os docentes.

5 – Avaliação Institucional: as ações realizadas pelo GAP fornecem subsídios qualitativos para o processo de avaliação anual da instituição, realizado a partir de exigência do MEC. Nas visitas das Comissões, o trabalho foi apresentado e bastante valorizado.

Procuramos obter com o GAP uma convergência das ações, que devem estar voltadas para a sala de aula, e assim promover o enriquecimento curricular dos alunos.

Esperamos também estimular os professores para que eles mesmos busquem essa convergência e ultrapassem sua disciplina, façam sugestões, busquem atualização, participem de atividades fora da instituição; estimulem enfim um aprendizado mais dinâmico, que amplie os horizontes do aluno ao invés de especializá-lo prematuramente, pois hoje temos a consciência de que a graduação é apenas o primeiro nível do ensino superior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário