sexta-feira, maio 31, 2013

"FESPSP continua conjugando o tradicional e o moderno"

FHC conversa com Ricardo Lewandowski, com o Rui Cardoso ao fundo

Esta é a impressão de Adriana Maria de Souza após ouvir a conferência do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC). O público atento à fala de FHC elogiou sua capacidade de comunicação e domínio dos fatos históricos do desenvolvimento das Ciências Sociais. Acompanhe:






O legado de um ex-presidente da República é indissociável de outras personalidades contemporâneas a seu mandato e atuação política. Como sociológo e professor, Fernando Henrique Cardoso (FHC) atraiu professores e alunos da comunidade FESPSP, já que exerceu também a função de ex-presidente do Conselho Superior da Fundação. Na introdução da conferência, testemunhou marcante celebração histórica: os ex-alunos Rui Barbosa Cardoso, da primeira turma do curso de Sociologia, e Otávio da Costa Eduardo, receberem placas comemorativas das mãos do atual presidente do Conselho Superior, Professor Doutor Ângelo Del Vecchio, que, por sua vez, também homenageou o colega de profissão com uma placa alusiva à data.

Mas, é inegável que sua condição de ex-presidente brasileiro atraiu grande atenção, não apenas por sua fala e pensamento sobre o passado, presente e futuro político, social e econômico do país, mas também pelos personagens de destaque que estiveram presentes para ouví-lo.

O próprio FHC apontou em sua saudação as presenças do economista e ex-ministro da Fazenda no
Otávio da Costa e Bresser Pereira
governo José Sarney, Luís Carlos Bresser Pereira; do vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e também revisor do processo do mensalão, Ricardo Lewandowski, e brincou ao não identificar na platéia naquele momento o Senador Eduardo Suplicy (PT): “o Eduardo sumiu”, gracejou.

Também estiveram presentes o jornalista Jorge da Cunha Lima, ex-presidente da Fundação Padre Anchieta e atual presidente do Conselho Diretor da Associação de Televisões Educativas e Culturais Ibero-Americanas (ATEI), o Secretário de  Gestão Pública do Estado de São Paulo e atual presidente estadual do PPS,  Davi Zaia e o Secretário Adjunto de Gestão Pública do Estado de São Paulo, Rogério Barreto.

Diretor Aldo e Senador Suplicy
O corpo diretivo da Fundação também compareceu em peso, com destaque para o Diretor Executivo Geral, Waltercio Zanvettor e o Vice-diretor geral, Romeu Nami Garibe. Braço direito das coordenações dos cursos sobre questões acadêmicas, também estava na conferência o secretário do Conselho, Prof Jorge Nagle, ex-reitor da UNESP de 1985 a 1988, e que  já foi Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia do governo Orestes Quércia (1987-1991) e Presidente do Conselho Estadual de Educação. 

Das unidades de ensino, todos estavam presentes: o Diretor acadêmico, Professor Ado Fornazieri, e os coordenadores de Sociologia, Biblioteconomia e Administração, Professor Rafael de Paula Aguiar Araújo, Professora Valéria Martin Valls e Professor Silvio José Moura e Silva, respectivamente.

Alguns alunos e professores foram unânimes em apontar a eloquência e conhecimento histórico do ex-presidente, independente de preferências políticas, enfatizando o fato de  que o evento marca uma relevante contribuição para a reflexão sobre a herança da Fundação e seu comprometimento com o ensino nos dias atuais.

Adriana Maria de Souza, professora de Biblioteconomia, gostou bastante da palestra:”Por ter sido conselheiro da Fundação e aluno, não deixou nenhum espaço em branco sobre a história da escola, que abordou com muita desenvoltura. A sua fala trouxe um panorama tão contundente que, ao ouví-lo, nos remetemos àquela época. O ex-presidente deixou claro que é parte viva da instituição. Confirmou minha impressão que a escola só tem crescido e que não perdeu sua essência na formação de cidadãos mais conscientes. A fundação da FESPSP colaborou para outras escolas também, e seu caráter mais pragmático contribui de forma assertiva dentro de suas práticas, em todos os cursos. E continuamos mantendo isso, conjugamos o tradicional e o moderno. Acho inclusive que a escola seria uma potência se conseguisse oferecer também cursos em arquivologia e especialmente museologia, por que sabemos que há uma demanda da sociedade por estes profissionais”, afirma a professora.
Na foto acima, a professora Adriana Maria de Souza, ao lado direito, participa da recepção da conferência com FHC ao lado da Coordenadora do curso de Biblioteconomia, Professora Valéria Valls, da Gerente de Informação da FESPSP, Rosa Maria Beretta e da Professora de Biblioteconomia Andréia Gonçalves Silva.

Veja mais fotos do evento aqui.
Assista aqui o vídeo completo da conferência com FHC nos 80 anos da FESPSP:


Nenhum comentário:

Postar um comentário