sexta-feira, maio 17, 2013

Intervenções culturais agitam comunidade FESPSP


Projeto REInteragir




Alunos do último ano do curso de Biblioteconomia mostraram os resultados de seus projetos de ação cultural para a disciplina Projetos culturais, da professora Tânia Callegaro. As intervenções estão agitando a comunidade FESPSP, veja os destaques desta semana e programe-se:










O cartão de visitas que anuncia que alguma diferente está acontecendo chama a atenção ao lado dos elevadores. Com muito humor, os alunos Deborah, Flávia, Rafael e Sthefani causaram estranheza e risos com um jogo de palavras. Muitos alunos responderam à pergunta: "Qual é o seu sonho?" e outros ficaram em dúvida se o sonho teria alguma coisa a ver com sexo.

Iraci, do 3º semestre noturno, quer viajar para Nova Iorque










Priscila Amorim, do 3º semestre noturno, também anotou o seu sonho








Flávia explica: "Essas palavras utilizadas durante a ação tinham o único objetivo de chamar a atenção das pessoas para o trabalho, fazer com que elas parassem para responder às perguntas."

Perguntas que não foram escolhidas aleatoriamente: "As perguntas feitas (Qual é o sonho? Por que você está na FESPSP? O que você quer fazer antes de morrer?) foram escolhidas à partir do objetivo do trabalho, que era de causar interação entre as pessoas, fizesse com que elas parassem para olhar as respostas do outro, "refletir" sobre as respostas que poderiam ser iguais ou diferentes da suas e descobrissem que é essa divergências de idéias que fazem/formam "FESPSP", independente da pergunta...Para que o objetivo fosse alcançado escolhemos perguntas que fossem comuns a todos e ao mesmo tempo que tivessem respostas engraçadas."












O Projeto Reinteragir, elaborado por Deborah Azevedo, Flávia de Deus, Rafael Reis e Sthefani Paiva, 5º e 7º semestres do curso de Biblioteconomia, espalhou centenas de post-it coloridos no hall de entrada. As pessoas que deixaram suas mensagens se divertiram muito. Na finalização do projeto, o resultado: todos formamos a FESPSP, com sonhos, opiniões e trajetórias únicas.






Adrian Parra, do 7º semestre matutino, faz a chamada para a ação de seu grupo hoje, às 10h, na Bilioteca Monteiro Lobato: Em busca da Vila Buarque: um retrato cultural:







Na sexta que vem acontece o Projeto DESTRAVE-SE!, que pretende promover, através de realização de um documentário e um debate, uma discussão que dê voz a indivíduos transgêneros, transexuais e travestis, com o intuito de tornar esta parcela da sociedade mais visível e desestigmatizada. Este diálogo tem como foco pessoas que têm pouco contato, desconhecem os termos, a realidade, as condições de trabalho e outros aspectos da vida de pessoas trans, aproximando o público deste universo e, com isso, tentar diminuir a transfobia. A exposição “Muriel Visível” já está aberta.


PROGRAMAÇÃO do DESTRAVE-SE!

Dia 24/05
Exibição do documentário: "Destrave-se!" e  Mesa: "Transgeneridade: destravando paradigmas"

19h - Abertura: Laerte Coutinho comenta a exposição "Muriel Visível"

19h30 - Exibição do documentário: "Destrave-se!"

20h - Mesa: "Transgeneridade: destravando paradigmas"

Márcia Rocha (ABRAT)
Leo Moreira Sá (ABHT)
Maria Lúcia Pereira (CRT)
Mediação: Jorge Leite Jr. (UFSCar)

21h30 - Confraternização
Autógrafos: Jorge Leite Jr.

LOCAL: Auditório Nobre do Senac Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 228 - Térreo
Entrada LIVRE e sem inscrição prévia


MESA

Jorge Leite Jr.
Doutor em ciências sociais, professor do Departamento de Sociologia da UFSCar.
Pesquisa temáticas relacionadas ao corpo, sexualidade, gênero, riso e entretenimento. Publicou os livros "Das maravilhas e prodigios sexuais - a pornografia 'bizarra' como entretenimento" e "Nossos corpos também mudam - a invenção das categorias 'travesti' e 'transexual' no discurso científico", ambos pela editora Annablume.

Márcia Rocha
Empresária, advogada, atua como convidada na Comissão da Diversidade e Combate à Homofobia da OAB/SP e é fundadora da Abrat (Associação Brasileira de Transgêneros).

Leo Moreira Sá
Graduado em Ciências Sociais - FFLCH-USP; participou do SOMOS, primeiro grupo em defesa dos direitos LGBTT do Brasil e do GALF - Grupo de Ação Lesbo-Feministas. Foi baterista da banda Mercenárias e atuou em "Hipóteses para o amor e a verdade" - que foi filmado e será lançado em circuito comercial - e “Cabaret Stravaganza” que lhe rendeu o Prêmio Shell 2012 pela criação da iluminação da peça. Atualmente está em processo de criação de um novo espetáculo teatral autobiográfico sob a direção de Nelson Baskerville. É ativista em defesa dos direitos humanos com foco nas pessoas trans e faz parte da diretoria da ABHT - Associação Brasileira de Homens Trans.

Maria Lúcia Macedo Pereira
Psicóloga com especialização em Sexualidade Humana pela Faculdade de Medicina da USP. Trabalhou nas Secretarias de Educação, Assistência e Desenvolvimento Social pelo Estado de São Paulo e na Secretaria Municipal da Assistência Social e Cidadania. Atualmente atua na Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo como técnica de prevenção às DST/Aids do CRT e no ambulatório de Saúde Integral de Travestis e Transexuais.

Exposição "Muriel Visível" do cartunista Laerte Coutinho na biblioteca do Senac Consolação
De 14 a 24/05.
Seg. à sex.: 8h às 21h. Sábados: 8h às 16h
LOCAL: Biblioteca do Senac Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 228 - 2. andar
Entrada LIVRE




E não para por aí não: sexta feira, dia 07 de junho, tem o Sarau no Boteco do Zé:



Na página do Facebook do grupo, o que vai rolar no sarau: uma" mistura perfeita: música e literatura, no ambiente descontraído do bar onde os amigos se encontram para drinks e bate papos. É exatamente aí que mais essa interação entre o mediador de leitura e o leitor, ou possível leitor se encontram. Os mediadores irão juntar música, juntamente com músicos ao violão e ou outros instrumentos e literatura. Levaremos por exemplo a canção Pavão Misterioso de Eduardo, a música é tocada e posteriormente ainda sob esse enlevo lemos um trecho do poema de Cordel que inspirou Eduardo a compor tão bela peça, em outro momento Monte Castelo da Legião Urbana abre as portas para Camões e assim por diante reuniremos um repertório riquíssimo de nosso cancioneiro em um casamento perfeito com a literatura." 

Não fique de fora deste movimento: sonhe, cante, participe!

3 comentários:

  1. Muito Bom!!! Parabéns a todos que realizaram os projeto de ação cultural e aos que irão realizar!

    ResponderExcluir
  2. Há projetos muito interessantes, temos uma ótima oportunidade de vivenciar manifestações culturais e trocas riquíssimas, vamos participar! Obrigada pela sua mensagem, Denis, continue participando do blog da Monitoria!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom todas as propostas de trabalhos!

    Parabéns a todos!

    bjus

    ResponderExcluir