quinta-feira, junho 06, 2013

Equipe da biblioteca da FEA faz trabalho de repercussão em grande mídia




Sheyla, Ivone e Giseli

Responda rápido: quem, além da Biblioteca Nacional, tem espaço garantido na grande mídia brasileira? A biblioteca preferida do seu bairro? Não, infelizmente, sabemos que isso não acontece. Ou, não acontecia. Veja quem está mudando este paradigma:

Giseli Adornato de Aguiar. Este é o nome da jovem bibliotecária, chefe da Seção de Atendimento ao Usuário da Biblioteca da Faculdade de Economia e Administração da USP (FEA-USP) que teve a proeza de conseguir as páginas do jornal O Estado de São Paulo há algumas semanas. E não foi para ilustrar brevemente um editorial com informações vagas sobre “mercado e salário”, como estamos acostumados a ler. Tampouco para defender o bom trabalho do bibliotecário,  quando vira e mexe algum usuário que ainda é vítima de um atendimento ruim. Giseli chamou a atenção pelas conclusões de seu mestrado, que em nada se parecem com o trabalho em redes sociais que promove em sua biblioteca: ali, um blog caprichado e a presença atuante no twitter e Facebook mostram que sim, sua equipe aproveita, e muito bem, o potencial das redes sociais a favor de seu usuário. Com as colegas Sheyla Mazzeo e Ivone Robles, montou um time afinado para manter vivo e atraente um serviço que deveria ser tão natural em uma unidade de informação quanto a etiqueta de lombada: a comunicação por blog, Facebook e twitter com seu usuário. Como fazer isso? Giseli e sua equipe explicam abaixo, em uma entrevista gentilmente cedida à Monitoria Científica por email, acompanhe:
 

MC: Conte-nos um pouco sobre a sua formação e trajetória profissional até chegar à Biblioteca da FEA-USP.

GISELI :  Meu interesse pela área de tecnologia da informação e comunicação surgiu na época da graduação em Biblioteconomia pela UNESP de Marília (1998-2001) quando participei do grupo de pesquisa “Novas Tecnologias em Informação” e desenvolvi meu Trabalho de Conclusão de Curso nessa área. Depois, em São Paulo, já trabalhando na Biblioteca da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP (2002-) fiz uma especialização em Divulgação Científica pela ECA/USP (2006-2007) que teve como trabalho final a criação de um site com informações sobre os museus. O mestrado (2010-2012) surgiu pelo meu interesse na área e, também, por causa do Blog e do Twitter da Biblioteca FEA, pois encontrei, juntamente com a equipe, algumas dificuldades e não havia um modelo a se seguir e nem uma literatura no Brasil sobre o assunto aplicada às bibliotecas universitárias.

MC: Como surgiu o projeto de um blog? Como sua equipe reagiu à ideia? Qual foi a influência do seu mestrado nesta ação?

GISELI  E EQUIPE:  Quando iniciamos a reforma de nosso prédio e tivemos de interromper o atendimento presencial sentimos a necessidade de desenvolver um canal de comunicação com os usuários que fosse direto, porém não tão sucinto como o Twitter. Nossa ideia inicial era termos um espaço para divulgarmos todos os passos da reforma permitindo a participação do nosso público nesse processo. Com o passar do tempo o Blog foi adquirindo uma identidade mais acadêmica, hoje sabemos que os assuntos mais acessados são aqueles em que postamos os tutoriais e treinamentos para uso de ferramentas de pesquisa. A equipe reagiu com entusiasmo e os conhecimentos prévios adquiridos no mestrado foram determinantes para o desenvolvimento do trabalho.

MC: Quem ficou responsável pelo design? Como foi a definição de layout, cores, plataforma, etc? A equipe já tinha conhecimento na área?

GISELI  E EQUIPE:  Nossos conhecimentos prévios eram aqueles adquiridos no mestrado, além de um curso de HTML feito para que pudéssemos entender minimamente o funcionamento e a criação de páginas na Web e muita vontade de acertar. Utilizamos no desenvolvimento a plataforma Wordpress que oferece opções de layout e fomos personalizando de acordo com a expectativa da equipe. Eu fiquei com o papel prático de montar e aplicar as ideias no Blog, mas tudo era discutido e referendado por toda a equipe.

3) Houve algum estudo de taxonomia?

GISELI  E EQUIPE:  Nós criamos as palavras-chave de acordo com o conteúdo dos posts. Os termos ficam acessíveis para consulta por meio da nuvem de tags do Blog. Criamos uma lista de palavras-chave que é acrescida conforme a necessidade, mas não há critérios rígidos previamente estabelecidos. Não consideramos como um vocabulário controlado, mas como uma lista de termos; não houve um estudo específico de taxonomia para sua implantação.


MC: Houve algum estudo de usuário específico do blog?

GISELI  E EQUIPE:  Tínhamos como alvo nossos usuários frequentes e por isso já havíamos definido desde o início como seria nossa abordagem, a linguagem que utilizaríamos, assim como o conteúdo.

MC: Como é a manutenção do blog hoje? No blog consta a equipe como: Giseli Adornato de
Giseli, Sheyla e Ivone
Aguiar, Sheyla Mazzeo, Ivone Robles. Como é a distribuição de tarefas?

GISELI  E EQUIPE:  Efetuamos um acompanhamento diário do Blog e paralelamente, estamos sempre procurando assuntos para nossas postagens. Nossa equipe é composta por duas bibliotecárias (Gisele e Ivone) e uma técnica formada em Letras (Sheyla) e as tarefas são divididas de acordo com o perfil e habilidade de cada uma. Assim, temos a que domina o uso da plataforma e dos aplicativos utilizados, a que redige com mais facilidade, a que normatiza o conteúdo. Perfis distintos e complementares que possibilitam a realização de um bom trabalho.

MC: Como foi a receptividade dos alunos?

GISELI  E EQUIPE:  O Blog está em funcionamento há dois anos e vem crescendo em popularidade. Estamos alcançando os 100.000 acessos, ainda não atingimos nossa meta, mas estamos caminhando e acreditamos que temos condições de nos tornarmos uma referência efetiva para nossos usuários.

MC: Como é feita a mensuração dos seus acessos ao blog e às redes sociais (facebook e twitter)?

GISELI  E EQUIPE:  A própria plataforma Wordpress nos comunica as estatísticas, assim sabemos desde os continentes nos quais somos lidos, até qual das postagens obteve um maior número de acesso. Isso nos ajuda na definição dos conteúdos propostos.

MC: Quais os planos depois de tão boa repercussão?

GISELI  E EQUIPE:  A repercussão do trabalho apresentado no mestrado ajuda muito na projeção do Blog. O número de seguidores vem aumentando a cada dia depois da publicação da matéria no jornal. Vamos continuar aprimorando o Blog e postando os assuntos de interesse da comunidade acadêmica da FEA. Nossa biblioteca, como uma instituição que trabalha com a informação em suportes, precisa acompanhar as mudanças tecnológicas, sociais, culturais etc. de uma sociedade que está em constante transformação, assim, nosso trabalho tem de estar sempre se renovando e se atualizando.


2 comentários:

  1. Olá, muito bacana a entrevista e parabéns pelo blog! Sugestão: que tal uma compilação de blogs de bibliotecas universitárias? Acho que seria bem interessante...

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lívia. Sim, seria bem interessante. Vamos colocar em pauta. Obrigada pela sua mensagem e continue acompanhando o blog da Monitoria.

    ResponderExcluir