sexta-feira, agosto 16, 2013

Centro de Memória: lugar de bibliotecário



“O bibliotecário deve conhecer sobre história empresarial”, alerta o professor de Tecnologia da Informação da FESPSP, Paulo Vasconcelos. Corroborando a afirmação, a aluna do sexto semestre, Janete Marques, faz um relato do seu trabalho em um Centro de Memória e destaca a importância do profissional neste mercado:

Quem foi que disse que Bibliotecário só trabalha em biblioteca? Em quase oito anos trabalhando para uma empresa que atua na área de organização e gestão de arquivos e centros de documentação, tive o privilégio de trabalhar, mesmo que por poucos meses, no Centro de Memória de uma empresa de grande expressão em nível nacional, fabricante de derivados de trigo, misturas para bolo entre outros produtos alimentícios.

Dentre as atividades desenvolvidas estavam o tratamento da documentação que chegava ao acervo, proveniente dos departamentos de Comunicação, Vendas e Marketing, e, em especial, auxílio a pesquisadores e elaboração de pesquisas solicitadas pelos departamentos internos. O principal objetivo das pesquisas era coleta de dados para aprimoramento de produtos e/ou serviços oferecidos pelo grupo, o que ratifica que o papel das bibliotecas, centros de documentação e de memória vai além do seu caráter sociocultural e educativo, atuando também como unidades de informação essenciais para a gestão estratégica de empresas. 

Tive a oportunidade também de participar de todo o processo de transferência do Centro de Memória para sua sede em Fortaleza (no que auxiliaram muito os estudos sobre preservação documental, pois a diferença nas condições climáticas de uma cidade para outra é gigantesca!)
E é isso aí: lugar de bibliotecário também é nos centros de memória.

Janete Marques é aluna do sexto semestre noturno

Saiba mais:
Video: As instituições e seus Centros de Memória, com Silvana Goulart na série Sesc Memórias



Nenhum comentário:

Postar um comentário