quinta-feira, setembro 26, 2013

Paulicéia Literária homenageia Lygia F. Telles



Lygia F. Telles é a homenageada no Paulicéia Literária

Imersos na leitura de “As meninas”, romance de Lygia Fagundes Telles,  para mais um trabalho temático, os alunos do segundo semestre não poupam esforços para conhecer a fundo todo o mundo criativo da escritora. Fábio Machado, do segundo semestre noturno, foi ao Paulicéia Literária no último sábado e nos conta um pouco sobre a bonita homenagem feita à autora:


Se a cidade de São Paulo sentia-se injustiçada por até então não ter em seu calendário um festival literário, a justiça foi feita: o ano de 2013 marca a primeira edição da Pauliceia Literária, o Festival Internacional de Literatura de São Paulo


A iniciativa foi da Associação de Advogados de São Paulo, que entre os dias 19 e 22 de setembro apresentou ao público 33 autores não só do Brasil, mas também da Europa e  América do Norte, para debates acerca da Literatura e do Direito. 

A mesa do Pauliceia Literária 2013
Nada como uma manhã ensolarada de sábado para render homenagem a uma das maiores expressões da Literatura Nacional: a escritora Lygia Fagundes Telles. E foi assim, que no dia 21 de setembro outras três ilustres escritoras reuniram-se em uma mesa de debates para falar do papel da mulher na Literatura e no Direito e falar também de Lygia. A mesa foi composta pela Presidente da Academia Brasileira de Letras, a escritora Ana Maria Machado, pela premiada escritora Beatriz Bracher e pela Advogada Criminal e promotora de Justiça do Ministério Público Estadual de São Paulo, Luiza Nagib Eluf. A condução dos debates foi mediada pela jornalista Mona Dorf.

Qual não foi a surpresa do público presente no auditório da AAS ao contemplar a entrada da própria homenageada, a radiante Lygia Fagundes Telles. Os trabalhos iniciaram-se com a leitura de três textos de Lygia: A garota da boina, Venha ver o por do sol e Apenas um saxofone. Após a leitura, Lygia Fagundes Telles que estava na plateia, tomou a palavra e visivelmente emocionada agradeceu a homenagem, brincou com o público e falou sobre sua infância, as dificuldades da juventude, o preconceito que sofreu quando cursou Direito na Faculdade do Largo São Francisco, a amizade com Mário de Andrade e sobre Literatura.

Encerrando o evento a mesa discutiu sobre o papel da mulher na Literatura e a violência contra as mulheres. Lygia Fagundes Telles mesmo com um pequeno problema de locomoção, mas ainda assim muito disposta, antes de deixar o evento agradeceu mais uma vez a homenagem da ASS e saiu ovacionada pelo público.






Fabio Machado é aluno do segundo semestre noturno 

Nenhum comentário:

Postar um comentário