domingo, abril 06, 2014

Contação de Histórias.

A Biblioteca São Paulo é uma das bibliotecas publicas mais ricas quando falamos em atividades. Ela divide suas atividades entre faixas etárias buscando sempre atender todos os seus diferentes usuários. Para os jovens, por exemplo, a BSP oferece clube de leitura, oficinas de confecções de HQ, tabuleiros de jogos entre outros; Para os adultos ela oferece oficinas de fotografia e cursos de informática para maiores de 60 anos, além e rodas de leitura e produções textuais. Porém, como destaque, podemos ressaltar suas atividades voltadas ao publico infantil como os jogos sensoriais e a Hora do Conto.
A Contação de história não é nenhuma novidade em bibliotecas, na verdade, a Biblioteca Especializada em Contos de Fadas oferece até mesmo um curso para os futuros contadores de histórias.
Tema de muitos artigos, trabalhos de conclusão e teses, a Contação de Histórias é uma ferramenta de ligação com o publico infantil, uma forma de ajudar no estimulo a criatividade de crianças e adolescentes, e um incentivo a leitura.

 O contador de Histórias resiste aos tempos, é arte viva, pulsante e persistente da cultura de um povo, de sua sensibilidade e desenvolvimento. [...] contamos histórias reais e inventadas na intensa necessidade de sermos ouvidos e de ouvirmos e sentirmos a reação e emoção que nunca são esquecidas, pois são reais e expressivas, pois fazem parte de elaboração interior, de desprendimento do corpo e liberdade da alma, toca a fundo na emoção e desfecha-se na memorização, pois o nosso cérebro seleciona o que é real e transformador em nossas vidas. (ALVES, Kilder)



Dia 18 de abril comemoramos o Dia Nacional do livro Infantil e temos que lembrar toda a sua importância.
A faixa dos 5 aos 10 anos é considerada um dos períodos em que as pessoas mais leem, somente perdendo para a faixa de 30 aos 39 anos (fonte Fundação Pró-Livro), sendo assim, é o período que mais devemos estimular a leitura, para que a mesma se torne um hábito e um prazer futuro.
Ler é indispensável, além de ser uma fonte farta de conhecimento, experiências e, claro, história, também é o essencial para o avanço profissional e intelectual, a forma como vivemos e o exercício da cidadania. O que faríamos se não conseguíssemos ler um documento antes de assinar? Ou então nossos direitos? Ler é um dos fatores que nos tornam cidadãos, que nos colocam no meio social.
Ainda é muito disseminado que “ler é chato” e esse é um dos motivos que a Contação de Histórias é essencial para qualquer criança. Ao exercermos a atividade estamos apresentando uma nova visão sobre a literatura e o ato de ler, estamos não só cumprindo nossa missão como disseminadores da informação, mas também como seres sociais.

Ficou interessado? Então confira os links abaixo

Nenhum comentário:

Postar um comentário