domingo, março 22, 2015

Evento do CRB-8 em homenagem ao dia do bibliotecário

Em homenagem ao dia 12 de Março, dia em que é comemorado o Dia do Bibliotecário, o CRB-8 realizou um evento pra lá de especial no Teatro da FECAP, com direito a poesia, música, coquetel e muita gente da área pra troca de experiências e contatos.
O Conselho Regional de Biblioteconomia organizou tal evento com objetivo de apresentar a nova chapa do conselho, falar do papel do bibliotecário na sociedade como um todo, não só na questão da disseminação e organização da informação, mais também do bibliotecário e seu papel social e cultural.
Dentre os convidados estiveram Sérgio Vaz criador da Cooperifa (Sarau na Periferia com objetivo de incentivar a leitura), projeto este que possibilita o acesso à leitura, à literatura e à poesia, às pessoas da periferia, além disso, o criador do projeto Sérgio emocionou a todos os presentes com suas poesias e com sua fala em homenagem aos bibliotecários:

“Bibliotecários são asas para nossos sonhos, afinal são vocês que possibilitam o acesso aos livros e a leitura!”



Frase esta que nos serve para refletir se estamos de fato cumprindo com um de nossos papéis que é o de disseminador da leitura e da informação diante a uma sociedade tão carente disso tudo.
Além deste, estiveram presentes os bibliotecários responsáveis pelo conselho regional de SP (CRB8o) Carli Cordeiro, Francisco Lopes Aguiar e outros, e a bibliotecária Vera Stefanov, diretora do Sindicado dos Bibliotecários (Sinbiesp) que também deixaram suas mensagens aos bibliotecários e aos novos integrantes da profissão, dentre a importância da união da classe em prol de uma biblioteconomia mais unida, uma biblioteconomia mais conhecida e a importância do bibliotecário na vida das pessoas e da sociedade. 

"Esperança, renovação e compromisso social são as palavras-chave que expressaram a comemoração do dia do Bibliotecário, organizado pelo CRB-8. A classe biblioteconômica paulistana presente teve a oportunidade de reafirmar a valorização das diferentes formas e facetas da leitura como agente fundamental para a transformação social. Informação e conhecimento tem poder de transformação social! Com base na palestra de Sérgio Vaz, tivemos oportunidade de refletir sobre como a leitura pode transformar nossa realidade? Que papel a leitura Oportunizamos também nesta reflexão a necessidade da biblioteconomia paulistana estar mais perto das demandas e necessidades sociais, desenvolvendo-se com dignidade e respeito à diversidade sociocultural, e Protagonizamos todos os dias a biblioteconomia paulistana, mas neste dia especial tivemos a chance de renovar as esperanças e repensar nossas práticas para reafirmar a construção de uma Feliz Biblioteconomia Paulistana todos os dias." (Francisco L. Aguiar)






... Hoje 24 anos depois de passar no vestibular de biblioteconomia estou a frente do Conselho Regional de Biblioteconomia de São Paulo, o maior conselho de classe desse país. Quanta honra, quanta alegria e quanta responsabilidade. Eu, que... quando estudante de Biblioteconomia, lá nos bancos acadêmicos, Equilibrista, malabarista. Sim Malabarista, pois, conciliar meu emprego (trabalho numa empresa privada) ao mesmo tempo dedicar horas voluntárias para este Conselho não é tarefa das mais fáceis... Nós da 17a gestão esperamos de vocês valiosas contribuições. O CRB está de portas abertas a todos os Bibliotecários, nos procurem, formemos grupos de estudo, grupos de trabalho, grupos de criticava a atuação do Conselho agora aqui estou. discussão. Deixo aqui o nosso convite: Em nome de todos os conselheiros, venham fazer parte do CRB, vamos discutir, analisar, refletir sobre os caminhos da Biblioteconomia. Fomos eleitos para representa-los, mas conselho é nosso. No ano em que completamos 50 anos de regulamentação profissional precisamos, nos unir, somar nossas ações, que hoje podem estar isoladas. Vamos construir juntos os caminhos da Biblioteconomia para nos torarmos profissionais respeitados, reverenciados, reconhecidos pelo mercado e principalmente pela sociedade para que muitos jovens na hora da escolha profissional diga: Eu optei pela Biblioteconomia eu quero ser Bibliotecário!!! (Carli Cordeiro)

Estiveram presentes também, o apresentador Wandi Doratiotto e o Grupo Ecco (grupo musical formado em 2009, tendo como tema musical a valorização dos recursos naturais e discussão sobre questões que ameaçam o planeta – tendo como artistas Cristiano Santos, Eloiza Paixão, Estela Paixão e Rafael Horta), grupo este que também deixou sua mensagem de agradecimento aos bibliotecários que lhes permitiram o acesso à vários universos diferentes.



Não podemos nos esquecer de mencionar a belíssima homenagem feita à Inezita Barroso bibliotecária da primeira turma de biblioteconomia da Universidade de São Paulo (USP), que representou muito bem a classe através de suas pesquisas da música brasileira.

A matéria foi elaborada pela ex-aluna e Bibliotecária Grazieli de Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário