segunda-feira, maio 02, 2016

PIBIC - FESPSP



O que é Iniciação Científica?

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) tem por objetivo o fomento à ciência na graduação, ou seja, de despertar nos alunos o gosto pela pesquisa acadêmica e proporcionar a vivência desse jovem profissional no universo da pesquisa.

As bolsas de Iniciação Científica (IC) têm duração de 12 meses, com início no mês de agosto. O PIBIC da FESPSP teve início em 2008 e, atualmente, são concedidas 10 bolsas, divididas nas seguintes categorias:
·   PIBIC-FESPSP: total de 06 bolsas, com valor de R$ 400,00 a ser pago diretamente pela FESPSP em conta do banco Itaú (corrente ou poupança);
·  PIBIC-CNPq: total de 04 bolsas, com valor de R$ 400,00 a ser pago diretamente pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) em conta do Banco do Brasil (corrente ou poupança);
·  PIBIC-Voluntário: não há limite de inscritos e também não há recebimento de nenhum valor para a pesquisa.


Todas as modalidades recebem ao final dos 12 meses o certificado de participação, desde que tenham cumprido corretamente todos os requisitos solicitados no edital.

A Monitoria Científica FaBCI realizou levantamento dos projetos contemplados pela FaBCI desde o início do programa na instituição:

ANO
MODALIDADE
BOLSISTA
TÍTULO DO PROJETO
ORIENTADOR
2015-2016
CNPq
Isabel Figueiredo
A implantação da gestão do conhecimento em unidades de informação utilizando as ferramentas da qualidade
Valéria Valls
2014-2015
FESPSP
Giancarlo Trentini
A atuação do profissional de Biblioteconomia e Ciência da Informação no ambiente informacional das empresas privadas: “BIG DATA”.
Francisco Lopes de Aguiar
2014-2015
Voluntária
Hélio Miranda
Subsídios à implantação de um serviço de biblioteca comunitária caiçara: aspectos da formação e estudo do acervo
Ivan Russeff
2013-2014
FESPSP
Lourdes Regina Porto
Rizoma da modernidade: informação, memória documentária e árvore do conhecimento no acervo HJK
Andréia Silva
2013-2014
FESPSP
Nilda Maria Leite
Geração Millenials: como as bibliotecas públicas da cidade de São Paulo interagem com a geração Y
Ivan Russeff
2012-2013
FESPSP



Ludmylla Sá
A Torrente do Paiaiá – O caso da Biblioteca Comunitária Maria das Neves do Prado em Nova Soure (BA)
Rodrigo Estramanho de Almeida
2012-2013
FESPSP
Tais Matias
Panorama sobre Experiências Didático-Pedagógicas no Ensino de Biblioteconomia
Valéria Valls
2011-2012
--
Luiza Wainer
Bibliotecas-Parque: características, produtos e serviços
Andreia Silva
2011-2012
--
Marcia Toyozumi
Fontes de Informação utilizadas na elaboração dos TCCs, por alunos do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da FESPSP
Vania Funaro
2009
--
Bárbara Cristina Vehara
O bibliotecário como arquiteto da informação: metodologia para avaliação de websites
Maria das Mercês Apóstolo
2009
--
Roberta Gravina
A catalogação cooperativa no Brasil e o modelo espanhol: um estudo comparado entre a rede Bibliodata e o sistema ABSYSNET
Concilia Teodósio

As inscrições para o PIBIC-CNPq 2016-2017 estão abertas. Para ter acesso ao edital completo clique aquiLembrando que o prazo para inscrição dos projetos de pesquisa termina no dia 30 de maio.

A aluna do 5º semestre do período noturno, Isabel Figueiredo, está finalizando sua pesquisa e concedeu um depoimento relatando sua experiência como bolsista:

A vontade da pesquisa científica começou a brotar ainda no primeiro ano do curso, na época pensei muito e não me inscrevi. No segundo ano, já com ideias mais maduras, resolvi me inscrever, em primeiro momento algumas colegas também pensaram em participar, mas infelizmente, por diversos motivos não chegaram a participar da seleção. Em primeiro momento pensei em tentar apenas a modalidade FESPSP, mas no momento de efetivar a inscrição o Rafael do núcleo de pesquisa, perguntou se eu não queria me inscrever na modalidade CNPq também... Aceitei e deu certo.

Acredito que a essência da nossa profissão seja a pesquisa, isso aliado ao fato de poder receber algo para realizá-la é extremamente compensador, com a pesquisa pude conhecer assuntos que eu não tinha muita afinidade, entrei em contato com profissionais maravilhosos de outros estados... tive a experiência de apresentar uma prévia da minha pesquisa no último seminário da FESPSP... hoje os entrevistadores veem meu currículo de outra forma...

Enfim, tem sido uma experiência muito gratificante. Além de poder contribuir para a área, ainda que de forma tímida e bem superficial.

Se eu pudesse dar uma dica hoje para quem está em dúvida se participa ou não da seleção, com certeza seria: Vai! O que você tem a perder?”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário