terça-feira, abril 04, 2017

Se Liga FaBCI - Relato sobre a Visita à Biblioteca do Colégio São Luís


A aluna Fernanda Nascimento do 1º Semestre/Matutino enviou um ótimo relato para a MC compartilhando a visita que os alunos do primeiro semestre fizeram na última quinta-feira dia 30/03 à Biblioteca do Colégio São Luís pela disciplina de Tipologia de Serviços de Informação da Profª Maria Rosa Crespo. Confiram!



No dia 30 de março, quinta-feira, nós, do 1º semestre, tivemos a oportunidade de conhecer a biblioteca do Colégio São Luís, que completa 150 anos de sua fundação neste ano de 2017. Foram realizadas duas visitas ao colégio, uma no período matutino e outra no período noturno, no horário da aula. A visita guiada foi iniciativa da Profa. Maria Rosa e os profissionais que nos guiaram na biblioteca foram: a bibliotecária Gladis Schmidt e o auxiliar de biblioteca Leonardo, que nos contou que é irmão da Profa. Andréia Gonçalves, da FESPSP.

Gladis apresentou o espaço das duas bibliotecas, que ficam no 3º e 4º andares do colégio. No 3º andar, localiza-se a biblioteca destinada ao público infantil (até o 5º ano do Ensino Fundamental) e, no 4º andar, está a biblioteca destinada ao público infanto-juvenil (do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio). Os dois ambientes são bem amplos, muito bonitos e atrativos, com uma ótima infraestrutura e um design bem moderno. A biblioteca do 3º andar conta com uma sala chamada “Floresta Encantada”, que é um espaço para Contação de Histórias. E a biblioteca do 4º andar conta com 10 computadores com acesso à Internet. A bibliotecária ressalta, ainda, que as bibliotecas têm como usuários alunos, funcionários, professores, pais e também é aberta à comunidade externa. Particularmente, fiquei encantada e admirada com o tamanho e a beleza das duas bibliotecas do colégio.


Biblioteca para público Infantil - 3º andar do Colégio São Luís
Fonte: Foto Nicolino Foschini

Apesar de hoje as bibliotecas do colégio serem tão admiráveis e encantadoras, Gladis nos contou que nem sempre foi assim. A bibliotecária é do Rio Grande do Sul, formada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), e iniciou a sua carreira trabalhando em bibliotecas universitárias. Quando chegou a São Paulo, trabalhou em um arquivo e depois foi contratada como bibliotecária do Colégio São Luís, onde está há 8 anos. Ela disse que, ao chegar ao colégio, a biblioteca era chamada de “cofre”, e entendeu a expressão logo depois quando viu que a biblioteca estava localizada no 7º andar, dificultando o acesso, e havia cerca de 70 mil livros que precisavam ser classificados e catalogados.
Para ajudá-la neste desafio de trazer a biblioteca para mais perto do seu público e de transformá-la, visitou as bibliotecas dos colégios Dante Alighieri, Santa Cruz e Arquidiocesano. Então, Gladis reorganizou a biblioteca com a colaboração da arquiteta Fernanda D’Agostini. As duas profissionais planejaram a reforma e o projeto de interiores juntas, trazendo as bibliotecas para os 3º e 4º andares do colégio e facilitando seu acesso.

Biblioteca para público Infanto-Juvenil - 4º andar do Colégio São Luís

Fonte: Foto: Tânia Rodrigues 



Atualmente, as bibliotecas contam com um acervo atualizado e bem conservado. É possível encontrar diversos livros de variados assuntos, cerca de 20 periódicos diferentes e mais de 600 filmes, entre outros materiais. Além disso, ainda guardam livros raros, que estão presentes no acervo desde o início de sua criação. O auxiliar de biblioteca Leonardo nos mostrou uma Bíblia do ano de 1588, uma obra de Shakespeare e alguns livros autografados, por exemplo, por João Cabral de Melo Neto e Carlos Drummond de Andrade. 



Biblioteca - 4º andar do Colégio São Luís
Fonte: Foto: Tânia Rodrigues

Ao final da visita guiada, na biblioteca infantil, mais especificamente na sala “Floresta Encantada”, também tivemos a oportunidade de assistir a dois vídeos feitos pelos alunos do colégio. O primeiro mostrava as crianças ensinando a usar a biblioteca; e o segundo vídeo as crianças contavam a história do livro. Diante disso, é possível perceber o quanto a biblioteca está inserida na vida escolar de seus alunos, fazendo com que, desde pequenos, as crianças aprendam a ter responsabilidade com o livro e também desperte o gosto pela leitura. Portanto, no colégio, a biblioteca consegue dialogar com os professores, sendo possível uma parceria com as disciplinas ministradas no local.

Enfim, eu, como formada em Letras, que fugia de uma carreira como professora de português em colégios, e como aluna do 1º semestre de Biblioteconomia, que nem pensava em voltar às escolas nem como bibliotecária, começo a me identificar com esse novo mundo, após essa experiência enriquecedora, inspiradora e encantadora que pude vivenciar junto com os meus colegas nessa quinta-feira.

Biblioteca do 3º andar – Floresta Encantada
Fonte: Foto Tânia Rodrigues


4 comentários:

  1. Muito bem Fernanda, faço das suas palavras as minhas nesta nossa visita ao "mundo encantado" das bibliotecas escolares. Boa sorte nesta sua nova formação. Abraço. Nico.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo espaço, Daniela!
    Foi um prazer colaborar com vcs! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda fico muito feliz que tenha gostado e ainda mais participado da MC, o espaço está sempre aberto e será ótimo contar com sua participação em mais oportunidades.

      Obrigada pela colaboração, sua matéria ficou muito boa ;)

      Excluir