quinta-feira, junho 08, 2017

#PorqueEscolhiBiblio


Hoje quem está estrelando a Série: #PorqueEscolhiBiblio é a mais que parceira da MC Camilla Hatzlhoffer do 3º Semestre/Noturno.

Vejam sua trajetória e como a Biblioteconomia entrou em sua vida:








Olá! Eu sou a Camilla Hatzlhoffer, do 3º semestre noturno e estou aqui para contar um pouco da minha história e como a biblioteconomia chegou à minha vida.

Depois que a gente termina o colegial, sempre ficamos em dúvida sobre qual curso iremos cursar na faculdade. Tentamos pensar nas coisas que a gente gosta ou não, pesquisamos sobre milhares de cursos e universidades, buscamos opiniões de pessoas que já estão cursando alguma coisa na faculdade para ver se nos identificamos, mas mesmo assim, ficamos perdidos  em uma completa confusão, certo?

Não sei com vocês, mas comigo foi assim.

Eu sempre gostei demais da área de humanas. Nunca fui muito boa nas ciências exatas e nem nas biológicas, matemática me dava (e ainda dá) arrepios, mas sempre me dei bem nas aulas de literatura (principalmente por que eu amo ler). Por isso, fui buscar cursos que tratassem mais das humanidades. Olhei vários: Letras, Relações Internacionais, Jornalismo, Tradutor e Intérprete, Hotelaria... Mas nada realmente se encaixava: sempre que olhava as grades curriculares, não conseguia me enxergar fazendo nenhuma daquelas matérias.

Tá, mas como a Biblioteconomia entrou na sua vida?

Eu estava navegando no site do Guia do Estudante e algo me chamou a atenção: era um teste vocacional. Nunca tinha feito nenhum, então entrei no link e comecei a responder as perguntas. O teste era bem extenso: tinha 60 perguntas e avaliava tudo. Quando cheguei ao final, ele me mostrou cursos que tinham relação com o perfil que eu demonstrei e biblioteconomia estava entre eles. Gente, eu juro, nunca tinha ouvido falar sobre este curso, então fui buscar mais informações e meus olhos brilharam: percebi na mesma hora que era o caminho certo. Daí, corri atrás das faculdades, fiz o vestibular e entrei.

E, na real, eu fiquei muito feliz por não ter tomado nenhuma decisão precipitada e ter entrado em um curso que eu não quisesse fazer. Eu curso o que eu realmente amo e faço tudo com dedicação e alegria, e não apenas por que “tem que fazer”.

Esta foi a minha história com a biblio. Obrigada <3 o:p="">




Um comentário:

  1. Ai que tudo sua história, Ca! A gente sempre é perdido no começo, mas quando nos encontramos é a melhor coisa. E melhor ainda, nos encontramos em Biblioteconomia. Tem como não ser mais amor? Beijos, Cris!

    ResponderExcluir