sexta-feira, setembro 29, 2017

MC na Estrada - My Tree House: a primeira biblioteca verde do mundo para crianças. Por Aldenira Souza.



A MC na Estrada dessa vez foi parar em Cingapura, através da nossa querida monitora voluntária, Aldenira Souza (6º Semestre/Noturno), que está desenvolvendo seu TCC com a temática de Inovações em Bibliotecas, e nos presenteou com essa matéria incrível sobre a My Tree House.

Com toda certeza depois de conhecer essa biblioteca encantadora, todos gostariam de ter menos de 12 anos para usufruir ou mesmo enquanto bibliotecário poder trabalhar nesse espaço fantástico, mas, além disso, ficará para a todos um grande exemplo que pode ser implementado com ações efetivas em nossos sistemas de informação e quem sabe um dia, ter um local semelhante aqui em nosso país, afinal, além do trabalho com as crianças que sempre se faz necessário, falar da natureza e de sustentabilidade é primordial.
E então, aproveitem essa delícia de matéria!


De acordo com a National Library Board (NLB), a primeira biblioteca verde do mundo para crianças abriu suas portas em 31 de maio de 2013 em Cingapura, na Biblioteca Pública Central. Chamada "MyTree House" (ou Minha Casa da Árvore) – foi concebida e construída com base em conceitos ambientais, desde o design e infraestrutura até o uso de material sustentável.

 
Figura 1 – Entrada da Biblioteca

Fonte: National Library Board (NLB)

1.    Objetivo



É notável que o principal objetivo da biblioteca "My Tree House" é a introdução da Alfabetização Ambiental, isto é, a conscientização ecológica desde a primeira infância. Isso inclui uma educação voltada para práticas verdes, como reciclagem, conservação de energia e preservação do meio ambiente. 



A NLB espera inflamar em mentes jovens, um amor pela natureza ao cultivar o interesse das crianças pela conservação ambiental através da leitura, descoberta e engajamento em atividades verdes, e criá-las para serem adultos conscientes do meio ambiente.
Desse modo, a biblioteca destina-se às crianças de 0 a 12 anos. As seções são divididas em seção de ficção e não ficção.

Além disso, os livros são organizados para atender a uma faixa etária específica. Isso significa que crianças de diferentes idades irão desfrutar de uma seção que atende especificamente às suas necessidades.

2.    Tema

O tema da biblioteca é "Enchanted Forest in the City" (Floresta encantada na cidade). A biblioteca localiza-se em uma região que luta contra o desmatamento e incêndios florestais. Dessa forma, o conceito de Florestas é mais familiar para as crianças, em comparação com os conceitos de mudança climática, ou o efeito La Nina, assuntos discutidos pela comunidade.

Além disso, o símbolo da Floresta Encantada aparece frequentemente nos contos de fadas das crianças (por exemplo, 'The Enchanted Wood', 'The Magic Faraway Tree' e 'The Folk of the Faraway Tree' por Enid Blyton, bem como, 'The Enchanted Forest' de Jodel Abrams), fazendo um paralelo entre as histórias presentes nos livros e a vida real, situando o papel da biblioteca como fornecedor de conhecimento e serviço.
 

Figura 2 – A biblioteca
 

Fonte: National Library Board (NLB)


Não à toa que cada detalhe da My Tree House encanta aos olhos. A biblioteca foi projetada para criar um ambiente de floresta encantada, com espaços divertidos para aprendizado prático e reflexões. No centro da biblioteca foi construída uma “Casa da Árvore” para suscitar a sensação de um lugar especial para as crianças, como aparece nos livros de histórias infantis. 

Figura 3 – Casa da arvore




Figura 4 – Casa da arvore

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio
  

Figura 5 - Os moradores da minha Casa da Árvore

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio


A Tree House (Casa da Árvore) foi planejada e colocada no centro da biblioteca com um propósito definido: as raízes imaginárias da árvore, representadas pelas cores dos tapetes, se estendem para as várias prateleiras ao redor, ou seja, toda sua beleza e encantamento transfiguram-se na coleção da biblioteca.
 


Figura 6 – Voluntário construindo a estrutura da Casa da Árvore – Destaque para o tronco que foi elaborado com papelão




O tronco da árvore é em grande parte fabricado com alumínio, aço macio e madeira compensada que são recicláveis ​​e fibra de vidro.

As folhas da árvore também são diferenciadas e o teto é impressionante. À medida que você olha para o topo da árvore mágica, você descobrirá que o "dossel" compreende o uso criativo de mais de 3.000 garrafas de plástico reciclado coletadas do público e do City Square Mall.
 

Figura 7 – Folhas engarrafadas

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio


O restante da estrutura da biblioteca também apresenta detalhes que se relacionam com o conceito de sustentabilidade. Assim, tem-se ainda desde iluminação LED à materiais compostos por latas de alumínio, garrafas de plástico e algumas fibras de vidro e tintas de COV. As telhas e tapetes foram fabricados livres de gases do efeito de estufa.

Em relação às estantes de metal da biblioteca original, estas foram remodeladas assim como as novas prateleiras, que também foram feitas a partir de materiais sustentáveis.
 

Figura 8  – Estantes de livro

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio
 

Figura 9: Estantes existentes recicladas com novas formas

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio

 
3.    Coleção da biblioteca 

A biblioteca verde contém uma coleção de 45.000 livros adequados para crianças de 4 a 12 anos em quatro línguas, e 30% se concentram em temas verdes, como animais, plantas, natureza, recursos hídricos, clima, ambiente, reciclagem e mudanças climáticas. Livros de ficção, incluindo contos de fadas, fantasias e folclores, relacionados ao tema da floresta encantada, compõem os outros 70%. Tudo isso desenrola um dia verde encantador para as crianças.

Figura 10 - Coleção da biblioteca

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio
 


4.    “Quiosques” de leitura eletrônica



Além dos livros físicos, existem alguns terminais disponíveis para crianças que preferem a leitura eletrônica. 

As crianças podem acessar mais de 180 livros eletrônicos com temas verdes e jogar jogos educacionais nos dois quiosques de leitura eletrônica ao longo da parede, no lado direito da biblioteca, atrás da peça central Tree House. Os eBooks são interativos e possuem um recurso de leitura.
 

Figura 11 – Quiosques” de leitura eletrônica

 Fonte: Blog The Wacky Duo Bio


5.    O Weather Stump

Além da Árvore do Conhecimento, a outra instalação de destaque é o Weather Stump. Trata-se de um conceito baseado no método científico de determinar a idade de uma árvore. Possui uma instalação interativa dos "anéis de idade" de uma árvore. Estes anéis são formados em reação para o ambiente de Cingapura, por exemplo, a temperatura, precipitação e velocidade do vento. Cada um minuto do tempo está registrado neste anel Dendro-gráfico em tempo real. 

O Weather Stump serve como um lembrete constante de que, tudo o que nós fazemos, há um impacto ambiental que é gravemente registrado pela natureza. Esta instalação é implementada através de uma projeção dentro da área 'Tree House' em uma árvore - toco.



Figura 12 - Weather Stump


                                                 Fonte: Blog Litte DayOut               


Os dados são coletados durante um período de 24 horas, há intervalos de 5 minutos à partir de informações meteorológicas em tempo, fornecida pelo Serviço Meteorológico de Cingapura.
 
Figura 13 – Weather Stump

 Fonte: Blog Litte Day Out

6.    A Árvore do conhecimento



A My Tree House apresenta uma série de fantásticas exposições sustentáveis ​​multi-sensoriais que são ao mesmo tempo ecológicas e divertidas.

Um exemplo disso fica no canto mais distante da biblioteca no qual se encontra um muro de sombra conhecido como The Knowledge Tree (A Árvore do Conhecimento). Uma instalação interativa foi projetada com um componente de perguntas e respostas para aumentar a conscientização de como nossa ação afeta o meio ambiente.

A projeção de parede cria uma imagem dinâmica de uma floresta mística. Ao tocar as frutas, tem-se uma pergunta simples. Se eles responderem corretamente, a planta crescerá, mas se errar a pergunta, ela murchará.
 
 
Figura 14 – Crianças brincando: Knowledge Tree kids: Figura – Jogo de sombra interativo


















 Fonte: Blog Litte Day Out




Figura  15– Knowledge Tree kids: Jogo de sombra interativo

















 Fonte: Blog Litte Day Out
 


Figura 16 – Espaço no qual fica o Knowledge Tree kids


 












 


 Fonte: Blog Litte Day Out

 
7.    Cozy Reading Corner


Os pais com filhos mais novos têm um espaço especial, um cantinho acolhedor no lado esquerdo da biblioteca.

  
Figura 17 – Espaço para crianças de 0 a 3 anos

 Fonte: Blog Litte Day Out


O espaço combinado foi criado com almofadas confortáveis ​​e livros de fácil acesso, para que se possa desfrutar de uma boa leitura com as crianças.
 

Figura 18 - Assento acolhedor


 Fonte: Blog Litte Day Out


8.    Programação: aprendizagem verde



A jornada de aprendizagem verde é completada com programação temática desenvolvida pela NLB, juntamente com parceiros como a Secretaria Nacional de Mudanças Climáticas, a Agência Nacional de Meio Ambiente e o Conselho Nacional de Parques. Os visitantes podem esperar:

·         Sessões de narração semanal para crianças de 4 a 10 anos;
·         Sessões de férias escolares sobre a criação de jogos e obras de arte usando materiais reciclados com diferentes sessões para crianças mais jovens de 4 a 8 anos e crianças mais velhas de 9 a 12 anos;
·         Visitas guiadas a jardins e parques naturais para animar a experiência de aprendizagem. 


Figura 19: Contação de historias


Fonte: IFLA WLIC, 2013 


9.    Passaporte para ser um herói da Terra!


As crianças que completam uma série de workshops, sessões de narração, projetos ou atividades artesanais, bem como emprestar livros da biblioteca verde receberão selos para seus passaportes e tornam-se reconhecidos como Heróis da Terra!

Figura 20 - Passaporte

 Fonte: Blog Litte Day Out 

10.    Cooperação entre bibliotecas e instituições

A NLB trabalha com outras agências públicas no desenvolvimento da biblioteca para educação ambiental e divulgação, como o Ministério do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Secretaria Nacional de Mudanças Climáticas, Agência Nacional de Meio Ambiente, Conselho de Parques Nacionais e PUB e a Agência Nacional de Águas de Cingapura.

Uma campanha de pré-lançamento Green Mascot Design foi aberta a todas as escolas primárias e pré- escolas em Cingapura convidando os alunos a votar em sua mascote favorita para a Biblioteca infantil a ser usada para fins promocionais e comunicativos. A votação foi realizada em fevereiro de 2013, com a mascote escolhido e lançamento oficial em 31 de maio 2013.

Figura 21: Mascotes para votação

 Fonte: IFLA WLIC, 2013. 

A Campanha Mascástica não é apenas uma oportunidade para envolver a comunidade, mas também aumentar a conscientização sobre os serviços e programas da biblioteca. A lista de serviços e programas é comunicada às escolas, e os professores podem  pré-reservar visitas guiadas e sessões de narração para estudantes. 


O Esquilo ganhou 34,94% de todos os votos, o dobro de todas as outras 4 mascotes. Os eleitores também comentaram que o Esquilo deveria ser um esquilo local de Cingapura e, portanto, tiras foram adicionadas à mascote para localizá-lo. Veja a Figura 11 com a mascote revista.



Figura 22: Mascote escolhida

 Fonte: IFLA WLIC, 2013. 


A My Tree House é um projeto encantador que nos mostra que é possível fazer da biblioteca um lugar acolhedor, criativo e educativo. Que além de livros, têm jogos, e-books, artesanato e uma infinidade de atividades que a imaginação e uma boa equipe podem permitir.