domingo, setembro 21, 2014

As novas maneiras de comunicação e sua aplicação em Serviços de Informação

A Ciência da Informação é uma área nova que tem servido como guarda-chuva para abrigar outras diversas áreas e utilizar de sua multidisciplinaridade para tratar da comunicação em sociedade e da Informação em si. Seu surgimento se deu principalmente após o advento da internet, porém, suas raízes históricas estão na explosão informacional que ocorreu ao fim da segunda guerra mundial e inicio do período da Guerra Fria.
Enquanto ao redor do mundo sua força seja encontrada da documentação e biblioteconomia, no Brasil sua presença é marcada pela Arquivistica e Biblioteconomia, sendo a segunda área de estudo desse artigo.

A criação da internet fez com que surgissem maneiras diferentes de se criar, tratar e lidar com a informação. Primeiramente houve um surgimento sem controle de informação, o método de comunicação foi revolucionado, proporcionando uma comunicação praticamente imediata em níveis internacionais, mas não só isso, a possibilidade da criação de dados e compartilhamento de informações em uma plataforma on-line fez-se o surgir os primeiros questionamentos à respeito da durabilidade do suporte digital e sua segurança.

O estudo da Ciência da Informação a respeito dos dados contidos na web é extenso, e não é foco nesse artigo, e sim as mudanças que esses fatores ocasionaram no meio de comunicação na sociedade, assim como o impacto em Serviços de Informação, pensando na área Biblioteconômica.

A popularização de meios de comunicação em plataforma digital ou online através de dispositivos (como computadores, celulares, tablets) fez com que a comunicação mudasse, atingindo níveis diferentes dos já vistos até então. A sociedade passou a ter um ritmo acelerado assim como suas conversas, reuniões passaram a ser realizadas via vídeo conferências (entre países diferentes), o trabalho e o estudo passou a ser realizado em casa via ensino à distância e plataforma virtual, o lixo eletrônico é um novo problema batendo em nossas portas com suas atualizações anuais, produtos obsoletos em trimestres e um consumismo desenfreado criado por grande corporações. Nesse novo cenário é normal que nos perguntemos, como ficaram os Serviços de Informação?
A biblioteconomia é uma ciência antiga, tendo suas raízes na Antiga Biblioteca de Alexandria, porém, se formos pensar no arquivamento de informação em objetos, a linha se estende a um período ainda mais remoto. Seu principal produto foi (e ainda é) o livro, principalmente em suporte de papel, físico e por muitos considerado obsoleto. O bibliotecário do século XXI foi obrigado a viver todas essas mudanças do modo como a Informação foi tratadas, assim como acompanhar a evolução de uma sociedade e de seus meios de comunicação. Seu usuário, aquele que utilizava de seus serviços, mudou, se adaptou e criou novas necessidades em que os antigos suportes não eram mais suficientes, e não apenas isso! Os serviços prestados por unidades de Informação acabaram se tornando pouco e ineficazes, solicitando assim do profissional da informação uma adaptação ao seu novo ambiente.


Hoje é impossível de se imaginar uma biblioteca sem um acervo virtual, a renovação, reserva e consulta online de obras é um dos serviços mais utilizados em bibliotecas universitárias, por exemplo. A necessidade do compartilhamento de informação cientifica de diferentes polos de pesquisa foi atendida com bases de dados de obras de diferentes instituições, mais do que uma maneira de atender seu usuário, foi um verdadeiro estimulo a produção cientifica Nacional.

E é nesse ambiente que encontramos o Bibliotecário e/ou Cientista da Informação 2.0, ou seja, um novo profissional apto a embarcar nessa nova maneira de se lidar com a informação e transmissão de dados. O que não significa ignorar todos os conceitos aprendidos até agora, muito pelo contrário, mas sim abraça-los e torna-los uma realidade mais viável nesse novo ambiente virtual e era digital, assim atendendo as necessidades do usuário 2.0 e abraçando essa nova era digital que, por mais assustadora que possa parecer, só vem com a intenção de auxiliar e melhorar o gerenciamento, armazenamento e disseminação da informação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário