domingo, abril 17, 2016

Cursos de Extensão FESPSP (início em maio)

Estão abertas as inscrições para doze cursos de extensão em dias e horários diversos. O início está previsto para maio. Segue abaixo alguns dos cursos oferecidos.



"O curso se propõe a instrumentalizar o aluno para atuar no campo da Museologia, para auxiliar tecnicamente os trabalhos de pesquisa, preservação e difusão de acervos de caráter artístico, histórico, cientifico e de outras naturezas em museus e instituições correlatas públicas ou privadas, de forma responsável e ética, seguindo as diretrizes e resoluções as cartas patrimoniais e conselhos internacionais e nacionais de Museologia".
Início: 14 de maio.



"O curso se propõe a analisar os conceitos de “cultura”, “identidade cultural” e “modernidade”, abordando as questões suscitadas pelos processos de surgimento do Estado nacional e suas implicações. Discussão sobre os aspectos conceituais e teóricos da alteridade no mundo contemporâneo, com ênfase na construção da identidade nacional brasileira".
Início: 04 de maio.



"O curso abarcará a natureza dos Centros de Memória, apresentando suas formas de origem, suas características diferenciais e similares em relação aos Arquivos, Bibliotecas e Museus e, sobretudo, destacando os procedimentos de organização e tratamento aplicados a seus acervos, conforme suas especificidades - fundos, coleções, biblioteca de apoio, hemeroteca e bancos de referências -, levando-se em conta o desenvolvimento de ações para a difusão da informação".
Início: 14 de maio.


"Este curso tem como objetivo debater o conceito de indústria cultural, tal como apresentado por Theodor Adorno e Max Horkheimer na obra Dialética do Esclarecimento (1947). Indústria cultural aparece na teoria dos autores como momento de uma análise da sociedade capitalista que compreende a transformação da cultura em mercadoria como uma de suas principais características. Porém, apesar da importância conferida pelos autores aos meios de comunicação de massa, o conceito não é um artefato analítico voltado para a crítica de objetos culturais, de tal forma que, se usado de forma descontextualizada da perspectiva teórica da qual emerge, perde seu poder crítico. Nesse sentido, uma apreensão fiel ao conceito dos autores demanda uma discussão mais aprofundada do que aquela que normalmente é desenvolvida".
Início: 12 de maio.



"Este curso propõe analisar os processos de criação, evolução e preservação dos documentos digitais arquivísticos e seus atributos específicos, por meio da analogia aos processos de gestão dos documentos tradicionais. Haverá um ampla visão sobre os meios da gestão dos documentos digitais e controle de seu ciclo de vida, mediante as regras de criação dos SIGAD (Sistemas Informatizados de Gestão Arquivísitica de Documentos) e a aplicação das instruções como o E-Arq (Modelo de Requisitos) entre outras".
Início: 10 de maio.


Alunos e ex-alunos da instituição têm desconto no valor do curso.

Mais informações no site da FESPSP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário