sábado, março 29, 2014

Informação x Conhecimento

O que é Informação? O que é conhecimento? A discussão não é nova, mas é sempre bom termos ela em pauta, afinal, não somos nós os Cientistas da Informação? A dúvida a respeito dos dois conceitos vem permeando muitos futuros bibliotecários, muitos os usam até mesmo como sinônimos, mas não é bem assim, e vamos explicar o motivo.

Aqui na Monitoria Científica estamos sempre utilizando da expressão “Era da informação” para definir esse último século, o que isso quer dizer afinal? Informação é um conjunto de dados sobre algo, por exemplo, se eu falo “Essa cadeira é azul” os dados “essa”, “cadeira”, “azul” formam uma informação. Os últimos anos tem sido chamados de “Era da informação” exatamente porque todos os dias somos inundados com montanhas de dados, esses dados – ou informações – nos chegam de maneira tão avolumada devido ao advento da internet que criou um universo ilimitado de comunicação entre pessoas independente de região.
Há anos atrás se alguém estivesse em um restaurante do outro lado do mundo você não saberia, hoje em dia, porém, você pode ter essa informação através de feed’s de redes sociais, compartilhamentos de status, fotos, vídeos e mensagens.

Há anos atrás as formas mais populares de se saber novidades a respeito da família, amigos e famosos eram por cartas, televisão e telefone, hoje apesar da televisão manter em alta sua popularidade a internet assumiu o lugar de principal disseminador de informações. Imagine que, quando um parente seu ganhava um novo par de sapatos ele não iria fazer uma ligação ou mandar uma carta para você para relatar o acontecido, mas com a internet ele pode simplesmente tirar uma foto e compartilhar em sua página pessoal, assim você – e mais dezenas de pessoas – vão ter acesso a essa informação que antes jamais chegaria a você porque os meios de comunicação se restringiam ao útil e relevante.
É importante levar em conta nessa discussão a relevância de uma informação, porque mais tarde – na construção do conhecimento – ela será necessária.

Mas então, o que é conhecimento?

Muitos acham que o conhecimento é a simples memorização de uma informação, ou seja, se alguém te disser que “essa cadeira é azul” e você memorizar isso seria um conhecimento, certo? Errado.
O professor Alejandro Arrabal explica que “[...] Conhecimento não é a simples apropriação de informações, no sentido de memoriza-las ou guardá-las em nossa mente como se o intelecto fosse  um grande catálogo”, a afirmativa é válida justamente porque se esse fosse o caso então HD’s, pendrives, CD-Roms, e outras mídias e suportes seriam o absoluto do “conhecimento”.



O conhecimento pode ser ilustrado de forma clara na imagem acima, enquanto os pontos coloridos são informações, quando interligados eles formam o conhecimento, ou seja, o conhecimento é a reunião de diversas informações mais experiências prévias formando algo único e novo, não existe conhecimento igual, cada pessoa entende algo de maneira distinta, logo, tem um conhecimento distinto, sendo assim não existe transmissão de conhecimento.

Se você desse um livro de medicina para uma criança e um médico, ambos leriam a mesma informação, porém, somente um deles geraria conhecimento. Por quê? Porque somente o médico teria informações prévias a respeito para unir as novas e gerar o conhecimento necessário. É nossa missão selecionarmos as informações que serão utilizadas pelo nosso usuário para que o mesmo possa gerar informação, e por esse motivo a discussão e o esclarecimento entre Informação x Conhecimento (e relevância dos mesmos) é de suma importância para qualquer profissional da informação.

Para terminar não podemos esquecer da maior (e melhor) diferença entre os dois conceitos: Informação pode ser controlada, conhecimento não.

Ficou interessado? Então confira os links abaixo:
http://www.administradores.com.br/artigos/administracao-e-negocios/a-diferenca-entre-informacao-e-conhecimento/60855/

Nenhum comentário:

Postar um comentário