quarta-feira, maio 23, 2018

A atuação do Bibliotecário é onde ele quer estar. - Por: Mariana Onofre

A bibliotecária Mariana Ferreira Eloi Onofre faz um trabalho sensacional na biblioteca da Casa Espírita Casa do Caminho. Muito gentilmente, ela aceitou escrever um pouquinho sobre o projeto dela para a MC. Confira!



A atuação do Bibliotecário é onde ele quer está, pois a necessidade dele é imensa, basta abrir os olhos para essas demandas


Foto: Cedida por Mariana Onofre

Inicio esse texto, como esse título enorme, pois é uma verdade que carrego dentro de mim. Ser bibliotecário é atuar de várias maneiras, em vários campos e principalmente estar aberto as oportunidades, uma vez que estamos na Sociedade da Informação e ela é nossa matéria prima e tão pouco explorada por nós bibliotecários.

Quando falo de oportunidade, quero apresentar uma que tive a honra de abraçar, a de ser voluntário numa biblioteca espírita. Ela aconteceu no início de 2016 quando a biblioteca ficou sem um bibliotecário e como as pessoas da casa sabiam que eu era bibliotecária, me convidaram para ajudar.

A principio, pensei que ajudaria somente na parte de catalogação, processamento técnico, uma vez que meus compromissos não permitam que eu ajudasse nos atendimentos e empréstimos.

Para meu espanto, quando me dei conta estava como responsável da biblioteca, pensando nas ações, planejando os trabalhos, acompanhando os demais voluntários. Em falar deles, só posso agradecer a cada um pelo empenho e dedicação que dispõem nesse projeto. Somos uma boa equipe e sem eles eu não poderia empenhar meu voluntariado com tanta certeza que estamos no caminho certo, que nosso trabalho está dando bons frutos.

Mas voltando, rs. Comecei meu trabalho voluntário indo duas vezes por semana, na quarta catalogava e no sábado cuidava da parte de gestão, conversando com outras voluntários, me reunindo com o administrador do Centro e fazendo que era preciso.

Numa biblioteca espírita é necessário ter bons ouvidos e coração aberto, pois se recebe muitas pessoas que estão passando por momentos difíceis; a equipe formada por  voluntários, de modo que,  é fundamental acolher todas as sugestões e reclamações e por ultimo e não menos importante é conhecer a cultura da instituição, seus objetivos,suas demandas e sua missão.

Por ser uma instituição sem fins lucrativos e religiosa, as questões de compras precisa sempre ser pensadas com cuido e sabedoria. É fundamental conhecer a doutrina e o pensando desse grupo social.

Contudo, aos poucos estou aprendendo como desenvolver esse projeto, aprendo com a equipe, com os leitores e principalmente com a Casa. Lá posso colocar tudo que aprendi na graduação na prática e posso ajudar nessa pequena sociedade.

Posso fazer da atuação de Bibliotecária uma atuação social e voluntária. E disponibilizar o pouco que sei em favor do próximo. Pois,  acredito que o trabalho voluntário seja isso, dedicar seu tempo, sua energia, seu amor num proposito maior.



A biblioteca Casa Espirita Casa do Caminho fica na Rua Estado de Israel, 59. Mais informações sobre a Casa podem ser acessadas pelo link http://www.casadocaminho.com.br, ou pelo telefone: (11) 2348-2231. O catálogo está disponível em: http://casadocaminho.alexandria.com.br/


Aconteceu na FaBCI: Relato - Visita da Elvira Cristina Pescarollo do Colégio Bandeirantes

A aluna Tauane Lima do 3º semestre matutino nos enviou um relato sobre a visita da bibliotecária do Colégio Bandeirantes, Elvira Cristina Pescarollo na aula da profª Valéria Valls. Dá uma olhada!


Foto: Arquivo pessoal de Valéria Valls
Elvira começou contando um pouco da sua trajetória profissional e como foi parar na FESPSP. Quando começou o curso de Biblioteconomia. Ela já sabia toda a teoria, pois tinha conhecimento na prática. Geralmente estamos acostumados a primeiro ver muita teoria para depois colocarmos a mão na massa.

Quando foi promovida a bibliotecária gestora, ela propôs que a biblioteca ficasse mais próxima aos alunos. Ela até brincou que  antes a biblioteca ficava tão distante dos alunos que era como se ficasse em uma ilha, e a escola no continente. Também realizou uma grande reforma, o que fez com que muitos alunos começassem a frequentar a biblioteca para ler, fazer trabalho ou ficar á toa. Ela contou e mostrou em algumas fotos do Instagram que a biblioteca é sempre muito cheia e pede para que os alunos não façam tanto barulho, porque pode atrapalhar o colega, e  falou uma frase ótima que nunca vou esquecer: “São necessidades diferentes no mesmo momento”. Com certeza define uma biblioteca!  

O acervo da Biblioteca contém 30 mil exemplares e está sempre atualizado. Eles usam a minha amada CDU♥, e a biblioteca tem um blog com atualizações recorrentes.   

A visita da Elvira foi sensacional para entendermos o que é ser um bibliotecário gestor e quais funções ele exerce, tudo bem ligado com a disciplina de Gestão de Serviço da Informação com a professora Valls. Algumas são: Gestão de pessoas, gestão financeira, foco no cliente(usuário) e melhoria, olha quase um PDCA (risos).  

A Elvira é muito atualizada, inovadora e está sempre com o radar ligado para as novidades da área, e isso é incrível. A visita foi ótima e espero que ela volte mais vezes!

terça-feira, maio 22, 2018

Coluna: Onde estão os bibliotecários?

A Grazielli voltou com a coluna: "Onde estão os bibliotecários?". E desta vez, a entrevistada foi a Andreia Maria dos Santos. Vem conferir!


Olás, faz tempo que não trago nenhuma matéria pra nossa coluna, Onde Estão os Bibliotecários, mas o importante é que estou de volta.

Hoje a entrevista é com a Bibliotecária Andréia Maria dos Santos, 28 anos, formada em 2013. Atualmente trabalha na Biblioteca da Universidade da Cidade de São Paulo.
Além da graduação, Andreia fez Pós – Graduação em Serviços de Informação pela FESP em 2017.

“A Pós – Graduação agregou muito em minha formação, me proprocionou uma análise mais profunda de como promover melhoria nos serviços oferecidos pela biblioteca onde atuo por meio de inserção de práticas presentes na: gestão da informação e do conhecimento, inovação e empreendedorismo e inteligência competitiva.”(Andreia dos Santos)


Seu primeiro emprego foi como operadora de telemarketing, mas logo que possível entrou na biblioteconomia, atuando como estagiária na empresa TCI Business Outsourcing Tecnologia Conhecimento e Informação S/A, e depois como Auxiliar e Assistente na Universidade Cruzeiro do Sul.

Para ela a Biblioteconomia transcente às atividades técnicas da profissão e do gerenciamento de estoques informacionais.

“Já dizia Ranganathan, “A biblioteca é um organismo vivo”, a biblioteconomia também é um organismo vivo e em constante crescimento, não é e não está defasada, mas, em grande expansão.”(Andreia dos Santos)

Quando questionada em relação ao que achava necessário ser mudado na Biblioteconomia, nos deu uma resposta brilhante:

“Ainda lutamos com o problema da nossa identidade, mais do que nunca precisamos mostrar quem é o profissional bibliotecário, infelizmente nossa identidade não parece clara, mas, exercemos atividades multi e interdisciplinares em diversos espaços de informação.”(Andreia dos Santos)


Em relação à FESP, ela menciona que tem muita estima e satisfação de ter estudado na FESP, por se tratar de uma instituição que não só prepara os alunos para o mercado de trabalho e crescimento social do país, mas, capacita-os a serem cidadões críticos, éticos, competentes e habilitados a não se perderem diante a tantas mudanças que permeia a sociedade.

Acredita que o mercado de trabalho atual está cada vez mais desafiador e exigente e em busca de profissionais com novas ideias aplicáveis.


“Em tempos de mudanças, enquanto houver informação, haverá necessidade de atuação do profissional Bibliotecário. Avancem!!! Fiquem atentos as mudanças e principalmente aos desafios que permeia a sociedade atual, não tenham medo das 'previsões do fim da nossa profissão'." (Andreia dos Santos)


Espero que tenham curtido nossa volta e a matéria com a Andreia.


Lembre-se: se quiser participar da coluna ou conhecer algum profissional da área que atue com algo diferente, escreva-nos: monitorcientificofabci@gmail.com.

MECFLIX - A plataforma do MEC para você estudar

Acabaram suas desculpas para não estudar. Conheçam o MECFLIX, seu novo Netflix de estudos!



Fonte: Google imagens

Para quem já está acostumado a usar o tão famoso Netflix, a nova plataforma do Ministério da Educação (MEC) veio para tirar os jovens do comodismo, e contribuir para aqueles jovens que querem passar em uma boa universidade na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Porém, a plataforma ajuda também no desenvolvimento dos conhecimentos básicos que se perdem ao longo dos anos e na hora que decidimos prestar aquele concurso público, nos deparamos com a realidade do esquecimento.

O MECFLIX é uma plataforma de vídeo aulas gratuitas para otimizar seu aprendizado. Os interessados em concursos que precisam renovar as informações de conhecimento básico para execução das provas em conhecimentos gerais, já podem comemorar.

Ela vem bem completo com vários acessórios de ajuda, aulas dinâmicas e desenvolvida para facilitar a vida do estudante.

Com professores capacitados e gráficos em imagem incríveis e é vinculado ao site TV Escola.


Fonte: Google imagens

Para poder utiliza-lo, basta se cadastrar no site: http://mecflix.mec.gov.br/ e preencher com suas informações básicas pessoais e seus interesses de estudo e detalhes do seu planejamento de estudo como:

Fonte: Google imagens


Boa sorte nos estudos e boas provas!!!

quarta-feira, maio 16, 2018

#PorqueEscolhiBiblio. - Por Sophia Biella

Quem nos conta o motivo de escolher a Biblio hoje é a aluna do 1º semestre noturno Sofia Biella, a mais nova integrante do grupo de voluntário da Monitoria Científica! Seja bem-vinda, Sofia!

Sofia Biella - Arquivo pessoal

#PorqueEscolhiBiblio



Meu nome é Sofia Biella e, segundo um amigo e incentivador da minha escolha, sou uma bibliobailarina.


Sempre amei o trabalho do bibliotecário, tendo um desejo de trabalhar com isso quando crescesse, pois desde pequena frequentava bibliotecas com minha mãe e irmã, e achava fantástico ser “a" responsável por uma biblioteca inteira, organizar cada livro em seu lugar na estante e poder lê-los sem restrição. A biblioteca Monteiro Lobato e a pracinha fizeram parte de minha infância inteira e o hábito da leitura se mantém forte até hoje.

Porém, com as idas e vindas da vida esse pequeno sonho adormeceu dentro de mim, a medida que se desenvolveu minha veia artística relacionada a dança. Escolhi a dança como minha primeira opção de carreira, sendo aquilo me alimenta a alma e aquilo que me satisfaz e me dá prazer! Não me vejo sem a dança e sem a arte em meu corpo.

Hoje sou bailarina profissional, formada pela Escola de Dança de São Paulo (EDSP), atualmente dançando no Grupo Divinadança, uma companhia independente de Dança contemporânea. Entretanto, no final do ano de 2017 conheci um bailarino, o Hermano, que dançava o mesmo espetáculo que eu pela EDSP, O Quebra Nozes. E conversando com ele, descobri que ele era formado em Biblioteconomia e também trabalhava com a dança! Achei isso maravilhoso!

Com isso, resolvi fazer a prova da FESPSP, que é uma faculdade que, além de muito renomada, se adequa aos meus ideais e é do lado de casa. Passei!!

Em uma conversa que a FESPSP organizou com a Valls (professora e coordenadora do curso), para falar sobre a área, tive ainda mais certeza que era aqui que eu queria estudar!! Cara, não tem trote violento!! As matérias são muito boas!! Isso é maravilhoso!! E além disso, ela me disse que o Hermano havia se formado aqui, nessa instituição, coisa que eu não sabia! Assim, como acredito que nada acontece por acaso, senti que era aqui que eu deveria estar mesmo! E pelo menos até agora estou incrivelmente realizada com minha escolha e muito feliz!!!



E nós estamos felizes em te ter com a gente, Sofia!! Muito obrigada por colaborar com a MC e dividir sua história com a gente!

Se Liga FaBCI: Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação (TOI)

O TOI IV é a nova dica da MC para quem está interessado em tecnologia!


Fonte: Google Imagens



Uma oportunidade incrível para quem quer se aprofundar e conhecer um pouco mais sobre tecnologia e organização da informação, entre os dias 14/05 ao dia 25/05 está acontecendo na USP o Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação (TOI), que traz vários workshops, palestra e minicursos, dentre os temas abordados estão os:

·       Gestão da Informação e do Conhecimento;
·         Tecnologia e Sistemas de Informação;
·         Biblioteca e Repositório digital;
·         Digitalização de Documentos;
·         Conservação e Preservação da Informação;
·         Metadados;
·         Curadoria Digital;
·         Ética da Informação;
·         Humanidades Digitais;
·         Mercado de Trabalho e Empreendedorismo;
·         Big Data;
·         Ciência de Dados;
·         Internet das Coisas;
·         Inteligência Artificial.




A programação completa do TOI IV foi divulgada pelo CRB. A reproduzimos abaixo:

CURSOS E EVENTOS

USP – Biblioteca Brasiliana Guita e José Midlin – Auditório István Jancsó
Dia – 17 de maio de 2018
Horário – 14h às 17h

................................................................................................................................................

Local – Auditório Lupe Cotrim ECA – 1 andar Prédio Central
Dia – 18 de maio de 2018
Horário – 08h30 às 12h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 21 de maio de 2018
Horário – 08h às 12h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 21 de maio de 2018
Horário – 14h às 17h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 22 de maio de 2018
Horário – 08h às 12h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 22 de maio de 2018
Horário – 14h às 17h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 23 de maio de 2018
Horário – 13h às 18h

................................................................................................................................................

Local – USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) – Auditório Safra
Dia – 24 de maio de 2018
Horário – 08h às 12h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) – Auditório Safra
Dia – 24 de maio de 2018
Horário – 14h às 18h30

................................................................................................................................................

Local – USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) – Auditório Safra
Dia – 24 de maio de 2018
Horário – 18h às 21h

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 21 de maio de 2018
Horário – 19h às 21h

................................................................................................................................................

Local – USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) – Auditório Safra
Dia – 25 de maio de 2018
Horário – 13h às 17h

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 22 de maio de 2018
Horário – 19h às 21h

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 23 de maio de 2018
Horário – 19h às 21h

................................................................................................................................................

Local – USP – Escola de Comunicação e Artes (ECA) – Auditório Lupe Cotrim – 1º andar
Dia – 24 de maio de 2018
Horário – 19h às 21h



Para participar, entre no site: http://www.toiomtid.com.br e se inscreva na programação que mais gostar.

É muito simples! Basta colocar seus dados e comparecer no dia e horário marcado.