sexta-feira, junho 14, 2013

Incentivo à leitura em São Mateus



Carolina tem 10 anos e adorou  a ação



Para incentivar o contato de crianças com os livros, os alunos Grazielli Moraes, Leandro Hauser, Venina Herculano e Winderson Gomes desenvolveram uma emocionante interação com os pequenos da Escola Estadual Chibata Miyakoshi, em São Mateus, na zona leste da cidade. A ação apostou na leitura como potencial transformador social. Leia o relato de Grazielli:



“Não é de hoje que se ouve dizer que a leitura é um grande agente transformador social, sendo assim, o projeto Adote um livro e transforme-se, resultado da disciplina de Projetos Culturais da Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação (FESPSP), ministrada por Tânia Callegaro, é um projeto desenvolvido num bairro carente da Zona Leste, tendo como objetivo disseminar a leitura de maneira lúdica e recreativa, tendo esse poder que a leitura tem frente a uma sociedade, e ainda entender qual a importância da leitura para os indivíduos participantes.

Foram desenvolvidas as seguintes atividades:

Livro da Vida
A – Mediação de Leitura – onde depois de mediada a leitura, abre-se para a
interação dos participantes;
B – Leitura em voz alta;
C – Construção de um livro da vida;
D – Mural com “O que é leitura pra você” – onde os participantes deixam suas
opiniões;

Sendo a leitura “[...] a mola propulsora na libertação do pensamento e possibilita desencadear reflexões e desenvolver para melhoria da cidadania e desenvolvimento do ser humano” (BLAUTTMANN E VIAPANA, 2005, p.6),  pretende-se com esse projeto de ação cultural, possibilitar no individuo reflexões de maneira a impulsioná-lo não só ao hábito da leitura, mas também a melhor atuação quanto cidadão na sociedade.


Para que tal projeto fosse desenvolvido se fez necessário arrecadar livros de diferentes tipos, principalmente literatura brasileira, a fim de mostrar a cultura brasileira para os participantes. Também são necessários cartolina, lápis de cor, borrachas, apontadores e outros materiais escolares para a construção do mural.Tal material foi adquirido com a união do grupo, e com a arrecadação de amigos.

Grazielli organizou os livros a serem doados
O Projeto de ação cultural possibilitou colocar em prática o conteúdo teórico aprendido na disciplina de Projetos Culturais, trazendo ainda para aos integrantes do grupo a possibilidade de colocar outros aspectos da biblioteconomia em prática, bem como comunicação, mediação de leitura, trabalho multidisciplinar, a ludicidade e a recreação, a leitura, captação de recursos, ética, administração, marketing, planejamento, estudo de usuário, estudo de comunidade, dentre outras tantas coisas.

Trouxe aspectos de muita importância para o grupo como, por exemplo, a questão da ação cultural ser agente de promoção de conhecimento, desenvolvimento de habilidades específicas e importância da atuação do bibliotecário na sociedade.

Além de propiciar a aplicação de várias disciplinas do curso, foi de grande valia desde o desenvolvimento do projeto escrito, captação de recursos (livros, materiais), organização e desenvolvimento prático.

Sempre trabalhei com ação cultural voluntariamente e este trabalho me trouxe novamente a 
Mesa com os livros doados
 possibilidade de atuar em tal área. Foi magnifico ver o rostinho de cada participante desde a montagem até a ação em si.

No começo era um grupo montando umas coisas, rostinhos curiosos, uns chegavam e perguntavam do que se tratava, outros ficavam a observar apenas de longe; depois a coisa foi pegando sua forma, e os participantes foram se aproximando devagar, e falando baixinho, até que começou a ação, cheia de surpresas onde a cada momento foi novidade até mesmo para os realizadores.

Muito me agradou ter podido doar 200 livros a uma comunidade tão carente, e a oportunidade que essa ação cultural me trouxe que foi a montagem de uma biblioteca comunitária no Abrigo de São Mateus (projeto que ainda irei realizar).

Muitas coisas me chamaram a atenção, mais teve uma que me fez rir muito: uma menininha disse que iria escolher um livro com o título “irritação” pra dar ao pai dela que era muito irritado.
Se fiz a diferença na vida daqueles participantes, não sei, só sei que naquele momento senti a diferença, parecia que os participantes estavam juntos comigo num mundo distante, o da imaginação.

Mediação de leitura com os meninos do futebol



Agradeço à Professora Tânia e a Faculdade por nos dar uma oportunidade tão única e especial.



Para doar livros para a montagem da biblioteca comunitária entre em contato: graziellimoraes@hotmail.com


Acesse o  Facebook  do projeto.





 

Nenhum comentário:

Postar um comentário