sexta-feira, setembro 13, 2013

TCC: DOI, com Érica e Odílio



A individualização de cada item produzido em ambiente digital pode facilitar seu armazenamento e recuperação. Érica Ike e Odílio Moreira Jr. estão desenvolvendo seu TCC sobre um sistema de registro que atende a essas necessidades: DOI, ou Digital Object Identifier. Veja os detalhes deste trabalho na entrevista a seguir:



MC: Como vocês escolheram esse tema?
Odilio Moreira

ÉRICA: A proposta do tema veio do Odílio por que ele trabalha no setor de recursos eletrônicos da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) ele ouviu alguns comentários sobre o DOI, achou interessante e comentou comigo. Eu comecei a fazer uma pesquisa, achei  o tema realmente interessante para a gente tratar aqui no ambiente acadêmico da FESPSP. Não tem nenhuma produção nacional praticamente. O que a gente encontrou foi um TCC da UFSC. Recentemente, foi  lançado um livro sobre o DOI, coincidentemente, a organizadora desse livro foi a tutora do curso que que e o Odílio fizemos pela Content Mind, a Claudiane Weber.

MC: O que vocês estão lendo?

ÉRICA: Luis Fernando Sayão, que é um autor que a gente vai utilizar bastante, por que ele fala muito na questão da interoperabilidade dos sistemas e repositórios digitais. Isso é muito importante.  

MC: Qual o recorte que vocês vão fazer?

ÉRICA: A gente vai focar o DOI quanto à autenticidade da informação também, quanto ao fato de não se perder a informação na web. É muito comum você fazer uma pesquisa, fazer uma referência, colocar o link com uma URL, acessado em tal dia, e depois de um mês, uma semana ou até mesmo horas depois você coloca aquela URL na web e não encontra mais a informação. O DOI vem para mudar isso. Claro que o documento vai ficar acessível enquanto o autor quiser. Se ele decidir que não quer mais que o documento fique disponível, ele cancela a assinatura do DOI.

MC: Na prática, então, mal comparando, o DOI é como uma certificação digital?

ÉRICA: É praticamente isso, para artigo, para periódico, para uma música, uma imagem, qualquer documento produzido no ambiente digital.

MC: Se eu tenho uma foto, coloco uma marca d´água e quero registrá-la com o DOI, como eu faço?

Érica Ike
ÉRICA:  Na verdade, você registra, entra em contato com a DOI Foundation (Internacional DOI Foundation) e eles concedem um registro para esse documento. ODOI não localiza o objeto, ele o identifica. É diferente da URL, que localiza onde o documento está depositado.

MC: Qual o custo do registro do DOI?

ÉRICA:  Em média, a assinatura para cada documento, para você registrar o seu artigo, está em torno de um dólar. Para cada documento, um DOI. 


MC: Tanto faz de o documento tem 50 páginas ou é uma imagem?

ÉRICA:  Exatamente. Tem também o valor pago por instituições, que está em média R$ 500, 00.

MC: Quem é o orientador de vocês?

ÉRICA:  O professor Henrique Ferreira.

MC: Vocês vão apresentar o trabalho em congressos, desenvolver a pesquisa em um mestrado, ou algo assim?

ÉRICA:  O professor Henrique está incentivando  muito a gente a participar de dois eventos, um deles é o prêmio Laura Russo, como produção acadêmica.

Veja o tutorial da Biblioteca da FGV sobre o DOI
 Dicas do IBICT sobre como obter o DOI
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário