Pular para o conteúdo principal

A atuação do Bibliotecário é onde ele quer estar. - Por: Mariana Onofre

A bibliotecária Mariana Ferreira Eloi Onofre faz um trabalho sensacional na biblioteca da Casa Espírita Casa do Caminho. Muito gentilmente, ela aceitou escrever um pouquinho sobre o projeto dela para a MC. Confira!



A atuação do Bibliotecário é onde ele quer está, pois a necessidade dele é imensa, basta abrir os olhos para essas demandas


Foto: Cedida por Mariana Onofre

Inicio esse texto, como esse título enorme, pois é uma verdade que carrego dentro de mim. Ser bibliotecário é atuar de várias maneiras, em vários campos e principalmente estar aberto as oportunidades, uma vez que estamos na Sociedade da Informação e ela é nossa matéria prima e tão pouco explorada por nós bibliotecários.

Quando falo de oportunidade, quero apresentar uma que tive a honra de abraçar, a de ser voluntário numa biblioteca espírita. Ela aconteceu no início de 2016 quando a biblioteca ficou sem um bibliotecário e como as pessoas da casa sabiam que eu era bibliotecária, me convidaram para ajudar.

A principio, pensei que ajudaria somente na parte de catalogação, processamento técnico, uma vez que meus compromissos não permitam que eu ajudasse nos atendimentos e empréstimos.

Para meu espanto, quando me dei conta estava como responsável da biblioteca, pensando nas ações, planejando os trabalhos, acompanhando os demais voluntários. Em falar deles, só posso agradecer a cada um pelo empenho e dedicação que dispõem nesse projeto. Somos uma boa equipe e sem eles eu não poderia empenhar meu voluntariado com tanta certeza que estamos no caminho certo, que nosso trabalho está dando bons frutos.

Mas voltando, rs. Comecei meu trabalho voluntário indo duas vezes por semana, na quarta catalogava e no sábado cuidava da parte de gestão, conversando com outras voluntários, me reunindo com o administrador do Centro e fazendo que era preciso.

Numa biblioteca espírita é necessário ter bons ouvidos e coração aberto, pois se recebe muitas pessoas que estão passando por momentos difíceis; a equipe formada por  voluntários, de modo que,  é fundamental acolher todas as sugestões e reclamações e por ultimo e não menos importante é conhecer a cultura da instituição, seus objetivos,suas demandas e sua missão.

Por ser uma instituição sem fins lucrativos e religiosa, as questões de compras precisa sempre ser pensadas com cuido e sabedoria. É fundamental conhecer a doutrina e o pensando desse grupo social.

Contudo, aos poucos estou aprendendo como desenvolver esse projeto, aprendo com a equipe, com os leitores e principalmente com a Casa. Lá posso colocar tudo que aprendi na graduação na prática e posso ajudar nessa pequena sociedade.

Posso fazer da atuação de Bibliotecária uma atuação social e voluntária. E disponibilizar o pouco que sei em favor do próximo. Pois,  acredito que o trabalho voluntário seja isso, dedicar seu tempo, sua energia, seu amor num proposito maior.



A biblioteca Casa Espirita Casa do Caminho fica na Rua Estado de Israel, 59. Mais informações sobre a Casa podem ser acessadas pelo link http://www.casadocaminho.com.br, ou pelo telefone: (11) 2348-2231. O catálogo está disponível em: http://casadocaminho.alexandria.com.br/


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Projetos PIBIC 2021!

Aos curiosos sobre os mais novos projetos do PIBIC 2021, segue notas das duas alunas selecionadas para essa nova edição. " Não é de hoje que a cidade de São Paulo tem histórias de atletas negros, pobres, em sua maioria, periféricos, que  foram grandes astros em suas modalidades e suas histórias comprovam que, por questões raciais e sociais, tiveram que mostrar muito mais talento que a grande maioria dos atletas brancos para seguir sendo representantes de entidades que, em geral e historicamente, não são tão amistosas com a raça negra - por mais geniais que sejam as conquistas.  O que a pesquisa "Do pódio à segregação" pretende é investigar se, entre atletas paulistanos, grandes vencedores de Olimpíadas e Campeonatos Mundiais, a importância de uma conquista de pódio ou medalha muda com a cor da pele; porque atletas negros não são a referência quando o assunto é tanto a prática esportiva como o o esporte de alto rendimento.  O trabalho também quer responder se atualmente é

PEC Biblioteca Humana

Incentivar práticas de respeito às diferenças e à diversidade com empatia através do compartilhamento da história de vida dos estudantes é o principal eixo do Projeto Biblioteca Humana - parte do Programa Biblioteca Educação desenvolvido desde 2014. O projeto é desenvolvido a partir da contação de histórias de vidas dos estudantes, e ao final é realizada uma atividade onde utiliza-se expressões artísticas - como teatro,poesia, dança - abordando temáticas como o racismo, a xenofobia, a LGBTfobia, o capacitismo e também padrões estéticos sociais. Pensando nisso, o curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação, em conjunto com o Programa Biblioteca Educação - PROBE, realizará, no próximo dia 10, uma nova edição do Programa de Enriquecimento Curricular (PEC) #emcasa sobre “Biblioteca Humana”, com a presença da bibliotecária e especialista em Gestão da Informação Digital, Aruana Marcondes. Com mediação de Valéria Valls, coordenadora do curso, o encontro ocorre a partir das 17h30.⠀⠀

Keep calm que as férias estão chegando...

É com muita alegria e saudade no coração que informo que este é nosso último boletim de 2015... sabe o que isso significa? As férias chegaram!!! Mas calma ano que vem tem mais! Em 2016 teremos um novo Monitor, que com certeza virá cheio de ideias legais e projetos maravilhosos. Esta pessoa ainda está sendo escolhida, e logo mais, haverá divulgação, por isso não deixe de acompanhar a Monitoria Científica nas redes sociais. Esse foi um ano bem puxado, cheio de conteúdo e de festividades né... Teve CBBD, aniversário de 75 da Biblioteconomia na FESPSP, Jubileu de Ouro da regulamentação da profissão de Bibliotecário... Mas ano que vem, também será um ano bem movimentado, então é bom aproveitar as férias e recarregar as energias. Aos colegas que se formaram: Parabéns! Sucesso em suas escolhas! Aos colegas que ainda estão por aqui: Força e Foco! Estamos quase lá... Não posso deixar de agradecer aos meus queridos voluntários, o sucesso do projeto também depende da participação