terça-feira, dezembro 12, 2017

Relato sobre Prêmio Laura Russo: Por Mariana Araújo Gomes.



A 12ª Edição do Prêmio Laura Russo ocorreu no dia 28 de novembro no Teatro FECAP. Como a MC já noticiou, aliás, com muito orgulho, a FESPSP foi triplamente homenageada com os seguintes prêmios: à FaBCI, à docente do curso, Prof. Ma. Isabel Cristina Ayres da Silva Maringelli e a ex-aluna bibliotecária formada pela FESPSP em 2014, Mariana Araújo Gomes.

Para falar um pouco sobre sua premiação que se deu por conta de seu TCC: “As Bibliotecas Públicas de São Paulo e a sua relação com o público da Terceira Idade”, a egressa Mariana cedeu gentilmente um relato à MC via a monitora voluntária Daniele Maria de Sousa (6º Semestre/Matutino), que vocês podem conferir a seguir:


O processo do meu TCC foi bastante interessante, a princípio elaborei um pré projeto sobre Alfabetização e Letramento, mas não dei continuidade ao projeto, pois, nessa época eu já gostaria de falar algo relacionado a ação cultural em bibliotecas. Foi aí que iniciei minhas pesquisas para garimpar o que tinha sobre o assunto em nossa área, havia muita coisa inclusive, mas sempre muito voltado para a biblioteca escolar. Sendo utilizadora dos serviços de bibliotecas públicas, encontrei o tipo de biblioteca na qual queria explorar sobre o tema. Depois disso, já sob orientação, tive que focalizar minha pesquisa sobre o tipo de público, decidi trabalhar sobre as ações culturais para o público idoso em bibliotecas públicas.

Já tinha ideia e contatos muito bem estruturados, porém, perto da primeira avaliação da banca tive a triste notícia de que a biblioteca que me ajudaria na pesquisa não poderia mais fazê-lo. A partir das professoras que eram bancas examinadoras, obtive contato com as bibliotecas Álvaro Guerra e Viriato Corrêa; que acrescentaram de forma valiosa em minha pesquisa. O que eu havia pensado como resultado foi além, e possibilitou a discussão sobre um público cada vez mais tão presente em nosso cotidiano e com serviços e atividades de lazer tão limitados. Foi uma experiência muito construtiva voltar o olhar para essa temática.

Sobre a notícia do prêmio

Recebi o contato da professora Maria Rosa, que conhece meu trabalho de perto por ter sido minha banca examinadora. Ela pediu minha autorização para inscrever meu trabalho no Prêmio Laura Russo. Autorizei, claro, mas devo admitir de que estava convicta que nada aconteceria. Tem gente muito boa em nossa área, fazendo coisas muito bacanas.
Receber a notícia de que havia sido contemplada com essa premiação foi muito gratificante, pois ver o resultado do seu trabalho ainda surtindo efeito gera bastante emoção, pois, todo o esforço, todos os altos e baixos que toda pesquisa tem e que trazem muito desassossego por vezes, valeram a pena.

Quanto à noite da premiação, foi um momento de grande alegria. Poder contar com família, colegas de trabalho, professores e amigos reunidos comigo nesse momento foi de grande importância, assim como foi receber o prêmio em si, do Conselho Regional 8ª região. Além disso, pensar a dimensão deste prêmio, que saúda a grande influência que foi Laura Russo; é estar consciente do nosso papel como profissionais, que é o de promover com excelência a disseminação da informação e difusão do conhecimento, contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária. De fato, um grande incentivo a todos nós que já estamos aí e aos que estão chegando na profissão.

Mariana Araújo


"Só erra quem produz. Mas só produz quem não tem medo de errar." - (Octavio Paz).

É possível ver mais uma matéria realizada com a Mariana no site da FESPSP no seguinte link:


Confiram mais algumas imagens retiradas pela Daniele Sousa no dia do evento:

Profª Isabel Ayres e Profª Drª Valéria Valls
Profª Maria Rosa Crespo e Profº Wanderson Scarpechi
Docentes da FESPSP

Mariana Araújo com a Profª Drª Valéria Valls








Nenhum comentário:

Postar um comentário