sexta-feira, agosto 30, 2013

Horas de atividades fácil, fácil



Renata e Prof. Vânia Funaro no programa Monitoria de Disciplina

Nesta época do ano, as contas das horas de atividades complementares devem estar bem adiantadas. Se as suas não estão, corra atrás! Além de voluntário da Monitoria Científica, fazendo este blog e atuando nas redes sociais, você pode acumular horas dentro de outros dois programas super fáceis na própria FESPSP, sem deslocamentos nem burocracia.




Você pode escolher: ajudar outros colegas ou ajudar diretamente seu professor. Ou as duas coisas. Com a “Tutoria Voluntária” e a “Monitoria Voluntária de Disciplina”, tudo o que você precisa é de um tempo mínimo disponível, a seu critério, e comprometimento com suas tarefas.

Na “Tutoria Voluntária”, um aluno dá suporte para outros colegas com dificuldades em várias tarefas relacionadas à rotina acadêmica, desde organização do tempo até auxílio nos estudos e preparação e pesquisas para os trabalhos. “Este aluno é a ponte entre quem necessita de ajuda e ouros colegas que poderiam ajudar, com bom trânsito entre as turmas da manhã e da noite”, explica a Coordenadora do curso de Biblioteconomia e Ciência de Informação, Professora Valéria Valls. 
Derick é sociólogo formado pela ESP

No curso de Sociologia, a tutoria voluntária tem tido ótimos resultados. Derick Casagrande Santiago, sóciólogo espiano formado em 2008, trabalha atualmente na Comunicação da FESPSP e aprovou o programa, do qual participou em 2010: “A experiência foi bastante enriquecedora no sentido de ter promovido a relação entre um ex-aluno, como foi meu caso, e alunos ingressantes, propiciando ainda a troca de experiências e conhecimentos a partir dos diálogos e discussões desenvolvidas”, diz Derick, que se responsabilizou por três colegas, durante um semestre, com foco em suas necessidades acadêmcias e de agenda. “A partir de conversas preliminares com os alunos que, inscritos também de forma voluntária, interessaram-se pelo programa para terem as dúvidas relativas às disciplinas esclarecidas e também para melhor organizarem seus planos e métodos de estudo, foi definido que os encontros ocorreriam semanalmente, em dias diferentes, com duração de uma hora, conforme a disponibilidade de ambas as partes (a do tutor e a dos alunos), além de mantermos o contato por e-mail”, explica Derick. E destaca o comprometimento de todos para se ter bons resultados: “Em cada encontro conversávamos acerca das dúvidas e dificuldades de textos e conteúdos das disciplinas que eram trazidas pelos próprios alunos, sendo o comprometimento dos dois lados de extrema importância para o andamento da atividade”, ressalta o sociólogo.

Outra modalidade que também tem vagas abertas é a de Monitor Voluntário de Disciplina. Neste programa, o aluno dá assistência a um professor durante um tempo determinado. Para participar, o aluno deve procurar o professor com o qual gostaria de trabalhar. Na conversa preliminar, são expostas algumas diretrizes básicas da futura parceria. O aluno, então, deve procurar a Secretaria e fazer a solicitação, que será validada posteriormente pelo professor. O teto de horas de trabalho é de 20h/semestre. Ao final deste período, a professora Valéria Valls requere do professor o total de horas cumpridas pelo Monitor de Disciplina e faz a validação.

Millian Piche
Millian Piche, do sexto semestre matutino, que já foi monitor da disciplina de Introdução à Lógica, ajudou a  Professora Roseli Gatti e considera que a experiência foi muito positiva: “Eu trabalhei com a Professora Roseli em três sábados, dando aulas de reforço para os alunos. Percebi que você tem que estar bem preparado e tem que preparar a aula. Como eu falei sobre Lógica, eu escolhi alguns exercícios e quando eu fui apresentar aos alunos, alguns eram muito fáceis, e alguns eram muito difíceis, eles não conseguiam resolver. Então, você tem que realmente preparar a matéria. Mas, isso é ótimo por que ajuda a gente a desenvolver a capacidade de falar em público, a capacidade de se comunicar, por que você vai realmente ver se eles entenderam a mensagem. Realmente, é importante, não é só por que é uma atividade complementar. Você se desenvolve como pessoa, você vai se comunicar e vai transmitir algo que você sabe. E fixamos melhor aquilo que transmitimos.”

Monitoria de Normalização Documentária

Na disciplina de Normalização Documentária, a professora Vânia Funaro conta este semestre com a aluna Renata Postalli, do quarto semestre noturno. Renata tem uma identificação com a matéria, gosta das normas da ABNT por que padronizam os documentos. “Vou ajudar os alunos a entenderem isso de alguma forma por email ou pelo AVA e vou ajudar a professora na correção de exercícios”, afirma. Renata Postalli também vai ficar à disposição dos alunos em terças feiras alternadas, das 18h às 19h na sala 52 (quinto andar).


Encontro para as diretrizes do trabalho
A professora Vânia considera o programa muito valioso para o professor: ”O tempo que a gente tem em sala de aula, às vezes, não é suficiente para tirar as dúvidas dos alunos,” aponta. Conversando com a MC na última quarta, dia 28 de agosto, a professora explicou que, na sua metodologia, a Monitoria Voluntária de Disciplina se adequa muito bem. “Em um primeiro momento da aula a gente verifica a norma, vê a definição, por que nem sempre a definição que a norma dá é muito clara para o aluno. Então, eu vou lendo a definição e vou “traduzindo”, explicando o que a norma quis dizer. Ao final da aula, eu sempre peço um exercício relativo àquela norma que a gente viu naquele dia, com exceção da norma de hoje, que vai ser a 14724, que está dividida em duas partes. Aula passada pedi um exercício para os alunos montarem um sumário e a questão da numeração progressiva ficou um pouco aquém, e eles precisariam de mais exercícios em sala de aula. Montei dois modelos de numeração progressiva e postei no AVA para eles terem ideia de como utilizar a numeração progressiva para a construção do sumário. No período noturno não deu tempo de fazer o exercício em sala de aula, eles começaram e vão me entregar hoje. O pessoal da manhã, hoje, teve dúvidas sobre como construir o sumário. Eu dei um tema e a partir desse tema expliquei como é que eles iriam construir o sumário, até a numeração quinária. Muita gente teve dificuldade, mesmo eu colocando um modelinho básico no AVA. Então, a Monitoria vem com a questão do próprio reforço, dando uma força para aquele aluno que em determinado momento não entendeu algo em sala de aula”. A professora também cita a vantagem de ser um serviço ‘personal’, já que um aluno pode se sentir desconfortável para perguntar ao professor em sala, e terá mais facilidade para tirar as dúvidas diretamente com outro aluno.

Está interessado em participar?

Tutoria Voluntária: fale com a Professora Valéria Valls no valls@fespsp.org.br
Monitoria Voluntária de Disciplina: converse diretamente com o professor
Monitoria Científica FESPSP-FaBCI: fale com a Magali Machado no monitorcientificofabci@fespsp.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário