quarta-feira, fevereiro 06, 2013

Carnaval? Só se for com Manoel Bandeira

E lá vem o ano esquentando os tamborins: hoje à noite vai começar mais uma temporada de espetacularização do carnaval, cantando com seus patrocinadores-colonizadores nossa cultura, memória, história, calando o samba de raiz, a emoção legítima do povo, sua espontaneidade e seu valor mais puro.

Como profissionais da informação, podemos aguçar nosso olhar e tentar perceber nossa festa mais conhecida sob outras perspectivas. Selecionamos aqui algumas alternativas para você aproveitar o feriado:


                                                            Bloco das Emílias e Viscondes 

 
Dance e pule Monteiro Lobato com o Bloco das Emílias e Viscondes

 Aqui do ladinho da FESPSP podemos curtir o carnaval de rua que celebra a literatura infantil com velhas marchinhas que não ouvimos na televisão. Este ano o tradicional bloco da Vila Buarque homenageia o Visconde de Sabugosa. Junte-se a essa turma que não está nos gibis, mas está no nosso carnaval, veja os horários aqui.


Ouça Gilberto Gil

Gilberto Gil, artista mútliplo, tem várias de suas facetas expostas e comentadas no Itaú Cultural na exposição GIL 70, que comemora dois números: 70 e 50, tantos anos de vida do cantor baiano que abraçam meio século de uma brilhante carreira. A aluna Andrea Andira (3º semestre noturno) foi lá conferir e recomenda: "Adorei a exposição Gil 70 por causa da interatividade. Foi ótimo poder ouvir os depoimentos e as músicas de Gil, e com direito à ficha técnica completa e a história de como a música surgiu. Além disso, tem as obras de arte que artistas produziram em homenagem ao músico. Muito bom!", diz Andrea. "Gil70" vai até o dia 17 de fevereiro, ainda dá tempo conferir! Veja mais informações aqui.

 
Assista a Geraldo Filme no programa Ensaio

Um dos baluartes da velha guarda do samba paulistano, Geraldo Filme, polêmico, contou no programa Ensaio (TV Cultura) em 1982 episódios muito ricos da história de São Paulo e a lorota que teve que aplicar nos Arquivos da Cúria Metropolitana de São Paulo para fazer uma pesquisa sobre enredo. Assista a Geraldo Filme aqui.
  


Leia Manoel Bandeira

Carnaval (1919) é o segundo livro de poemas de Manoel Bandeira, e se você não conhece, empreste o livro na bilbioteca da FESPSP para o feriado. Aqui vai um aperitivo inspirador da mestria dos versos livres de um de nossos maiores poetas modernistas:

Bacanal

Quero beber! cantar asneiras
No esto brutal das bebedeiras
Que tudo emborca e faz em caco...
  Evoé Baco!

Lá se me parte a alma levada
No torvelim da mascarada,
A gargalhar em doudo assomo...
   Evoé Momo!

Lacem-na toda, muticores,
As serpentinas dos amores,
Cobras de lívidos venenos...
  Evoé Vênus!

Se perguntarem: Que mais queres,
Além de versos e mulheres?...
-Vinhos!...o vinho que é o meu fraco!...
   Evoé Baco!

O alfange rútilo da lua,
Por degolar a nuca nua
Que me alucina e que eu não domo!...
   Evoé Momo!


A Lira etérea, a grande Lira!...
Por que eu extático desfira
Em seu louvor versos obscenos,
Evoé Vênus!

Bom carnaval a todos!

Texto: Magali Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário