terça-feira, maio 02, 2017

Relato - Aula aberta: “Indexação automática: processos, modelos e ferramentas”.


Segue relato cedido pela aluna Camilla Hatzlhoffer (3º Semestre/Noturno) sobre a aula aberta que aconteceu na disciplina de Indexação e Resumos da Profª Andréia Gonçalves Silva.


Fonte: Facebook FESPSP Comunica


Na última quarta-feira, dia 26 de abril, tivemos a presença da Profª Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos, do Departamento de Informação e Cultura, que compareceu à FESPSP para dar uma aula aberta com o tema “Indexação Automática”. 
  
Profª Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos
Fonte: Facebook FESPSP Comunica 

Nesta aula, foram apresentados aos alunos e convidados que lá estavam, os conceitos da indexação automática, como funciona o processo, que é feito através do computador, os modelos e softwares que são utilizados para este fim e a história da indexação automática.

A convidada expôs três tipos de indexação: a manual, que é feita por bibliotecários, de forma humana e usando o intelecto para a interpretação dos documentos e, desta forma, conseguir a retirada dos termos de indexação; a automática, realizada através de computadores e os termos retirados são armazenados como descritores; e, por fim, a semiautomática, onde a análise dos documentos é feita de modo automático, porém os termos são validados e editados pelos profissionais bibliotecários.

Os processos da indexação automática são realizados através de um conjunto de operações matemáticas, linguísticas e de programação, usados na seleção dos “termos” vindos do texto. Existem dois tipos de processos de indexação: a indexação por extração, que se baseia na retirada de termos que já se encontram no documento e a indexação por atribuição, onde o profissional atribui termos para indexação que não se encontram no texto, mas que representam o documento da mesma forma.

Na apresentação, foram citados alguns modelos de sistemas criados para ser usados para indexar de forma automática. Entre eles, são destaques: Índice KWIC; Índice KWOC (que é semelhante ao KWIC, mas com algumas diferenças); SLIC; Precis; Syntol. A professora convidada explicou cada um deles detalhadamente, contando seu contexto e a história da criação destes sistemas. 
  

Fonte: Facebook FESPSP Comunica

Após o final da aula aberta, ocorreu uma rodada de perguntas para a convidada. 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário